+55 (67) 3546.2571
tera, 02 de maro de 2021
bataguassu
bataguassu
terça, 12 de março de 2013 - 10:45

Páscoa deve injetar R$ 107 milhões no comércio de MS

A pesquisa sazonal de consumo do Instituto de Pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul (IPF), em parceria com a Universidade Anhanguera-Uniderp e Fundação Manoel de Barros, aponta que neste ano a Páscoa deve movimentar R$ 107,4 milhões em Mato Grosso do Sul, volume 9% maior que em 2012. “Isso porque mais consumidores vão às compras e o valor médio de gastos também aumentou”, explica o presidente da Fecomércio MS, Edison Ferreira de Araújo, lembrando que a injeção econômica é maior quando considerado que as festas em família e as viagens deverão ativar as demais atividades de hospedagem, alimentação e bebidas.

De acordo com a pesquisa, neste ano 86% dos consumidores declararam que vão às compras, contra 80% em 2012 e o valor médio gasto de R$ 71,00 passou a R$ 78,00, combinação que fez a previsão de movimentação econômica passar de R$ 90,7 milhões a R$ 107,4 milhões.

Cada consumidor deve comprar, em média, dois presentes e 53% dos consumidores apontam que vão comprar em supermercados. Mais de 50% pretendem comprar ovos de chocolate; 19,6% mencionaram caixas de bombom; 10,7% barra de chocolate e 7,9% estavam indecisos. O chocolate caseiro foi citado por quase 12% dos entrevistados, o que indica que o comércio informal deve movimentar R$ 12 milhões no Estado.

Em relação aos preços, 46% dos consumidores acreditam que estão mais altos e 63% pretendem pagar à vista com dinheiro. Os cartões de débito, considerados compra à vista, serão utilizados por 18% dos compradores e o cartão de crédito por outros 25%. O que subiu muito foi à indicação do uso de cheques, saltando de menos de 1% em 2012 para 8% neste ano. Este destaque foi apontado em Aquidauana, Paranaíba e São Gabriel do Oeste para o cheque pré-datado, talvez caracterizando uma modalidade de negócio mais usual nestas cidades.

Os principais fatores de decisão de compra nesta Páscoa serão as marcas dos produtos (22%) e o desconto no preço ou a promoção de venda (21%). Isto esta relacionado à forma de pagamento. Se paga à vista, mas se tem que perceber o valor do produto reduzido pelo desconto ou a promoção.

Sobre o consumo de pescado, mais 51% dos compradores irão comer peixes, dos quais 78% consumirão peixe fresco e 22% peixe seco. A pesquisa também mostrou que a maioria dos sul-mato-grossenses vai passar a Páscoa em suas cidades, movimentando a economia local. Quase 62% não irão viajar e apenas 12% ainda não sabem se sairão das suas cidades. Aqueles que deverão viajar 37% deverão ir para propriedades rurais ou beira de rios, 24% irão para outras cidades no interior e 14% virão para Campo Grande. Apenas 20% deverão deslocar-se para fora do MS.

Sobre o sentido da data, mais de 48% dos entrevistados afirmaram que a Páscoa é uma festa do renascimento cristão e em família. A pesquisa ouviu 2.003 consumidores entre os dias 1 e 8 de março em 13 cidades do Estado que juntas representam 67% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual.

Veja a perspectiva de movimentação por município:




Comentários
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
23min34max
AnaurilândiaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
21min33max
Campo GrandeSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
23min34max
DouradosSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
24min34max
Três LagoasSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.