+55 (67) 3546.2571
quarta, 20 de outubro de 2021
sexta, 21 de fevereiro de 2014 - 09:15

Pai de Neymar vê oportunismo e critica Santos por 'pior negócio do mundo'

Por meio do site oficial de Neymar, o pai do jogador do Barcelona voltou a criticar as declarações de Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, presidente licenciado do Santos, e de Delcir Sonda, dono do grupo DIS, que detinha 40% dos direitos econômicos da Joia. No comunicado, Neymar da Silva Santos classifica declarações do clube e da empresa como "equívocos e maldades", negando problemas com o Ministério Público, a Receita Federal ou a suspeita de lavagem de dinheiro em investigação na Justiça espanhola. Além disso, o pai do principal jogador da Seleção Brasileira ainda afirma que a venda de Neymar foi "o pior negócio do mundo" diante da possibilidade de mais lucro.

"Considerávamos essa diretoria ou o grupo gestor sérios. Fizeram com que o maior projeto de carreira desenvolvido para um atleta brasileiro se transformasse no pior negócio do mundo por não aceitarem o resultado final do projeto elaborado pelo próprio Santos no seu departamento de marketing, em 2010. Creio que somente uma das partes acreditou, minha família", escreveu o pai de Neymar, citando a possibilidade de Neymar sair do Santos de graça em 2014, quando acabaria seu contrato. A ideia do staff do jogador era de levá-lo à Europa após o encerramento do vínculo."

Ao canal SporTV, Luis Álvaro chegou a dizer que o pai de Neymar era cafajeste e mau caráter, e que teria que responder à Justiça sobre os 40 milhões de euros (cerca de R$ 130 milhões) recebidos pelas empresas do pai do jogador. O Santos e sua atual diretoria, presidida por Odílio Rodrigues, já acionou juridicamente as empresas por conta dos adiantamentos. Nesta quinta-feira, o juiz espanhol Pablo Ruz aceitou o caso apontando para a possibilidade de "possível delito contra a Fazenda Pública", e obrigando o Barcelona a responder como pessoa jurídica no processo que será aberto. Ruz já investiga Sandro Rossel, ex-presidente do Barça, que renunciou ao cargo quando o caso estourou na Espanha.

"Temos três presidentes. Um (Rossel, do Barcelona) sai, dizendo ter problemas pessoais quando o assunto da transferência Neymar era pauta de discussão. Os outros dois (Luis Álvaro e Odílio) diziam que não autorizaram nada, mesmo a gente tendo isso por escrito. Se for dessa forma todos os contratos que o Neymar assinou com o Santos não valeram nada. Mas me parece oportunismo este assunto, ou talvez política interna", disse o pai de Neymar, que ainda fez outra insinuação em tom de ameaça ao clube alvinegro.

"Algumas matérias da imprensa falam que o Santos deve à Rede Globo de Televisão 10 milhões de reais por conta da saída do Neymar do clube antes da hora. Então, agora eu vou cobrar do clube pois, até então, a imagem do Neymar era 90% da minha empresa; Devo entrar com uma ação judicial contra Santos e a Rede Globo exigindo os documentos? Ética de quem? Dois pesos, duas medidas", escreveu, ao resumir a postura do Santos como uma "ilusão de ética".
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
17min27max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
15min29max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
17min30max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
18min27max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.