+55 (67) 3546.2571
sexta, 21 de setembro de 2018
Camapuã
TRINK
sábado, 15 de setembro de 2018 - 09:25

Administração municipalista de Reinaldo Azambuja prioriza demandas locais

Candidato à reeleição, governador tem feito obras que atendem necessidades da população nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul

Investimentos que atendem as demandas locais de cada um dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul são tratados como prioridade pela administração do governador Reinaldo Azambuja, candidato à reeleição. A gestão do tucano é classificada como municipalista pelo presidente da Associação dos Municípios de MS (Assomasul) e prefeito de Bataguassu, Pedro Caravina. “Ninguém fez mais pelos municípios do que Reinaldo Azambuja. Em um mandato fez mais que [outros] em três”, destacou.

Na prática, conforme Reinaldo Azambuja, as ações do Governo do Estado são pactuadas com prefeitos e vereadores, que estão em contato direto com a população. “Trabalhamos com seriedade e mantendo as contas do governo equilibradas para atendermos os anseios das pessoas. Assim, conseguimos fazer investimentos em todos os municípios do Estado”, explicou o governador.

Um dos casos mais emblemáticos de planejamento que foi que alterado para satisfazer a comunidade local está em Corumbá. Inicialmente, o Governo planejou a construção de um Hospital Regional na Cidade Branca. Mas, depois de tratativas com a população ficou definida a obra de reforma e ampliação da Santa Casa, a maior unidade de saúde da região do Pantanal.

“O pedido para melhorias no prédio da Santa Casa surgiu da própria comunidade. De pronto aceitamos, a Prefeitura fez um projeto a assinamos convênio para transferência de R$ 11,9 milhões para fazer uma reestruturação completa, que transformará o prédio em uma nova Santa Casa”, afirmou Reinaldo Azambuja.

Nas melhorias estão previstas as construções de um novo pronto socorro, com uma área física de 3,5 mil m² e estrutura para urgência e emergência. A reforma do atual prédio do hospital inclui a construção de uma recepção geral, que atenderá o novo complexo, além de mais 30 leitos. Na maternidade, o aporte estadual vai possibilitar a reestruturação completa do centro obstétrico e da enfermaria. “Fazemos um governo que respeita as vontades locais”, pontuou.

 



Fonte: Imprensa Reinaldo Azambuja
Veja Também
Comentários
Netshoes Temporário
brasilandia rodape