+55 (67) 3546.2571
terça, 21 de maio de 2019
TRES LAGOAS
bataguassu
segunda, 11 de março de 2019 - 13:25

Após 17 dias, idosa morta por golpista será sepultada em Campo Grande

Idosa foi agredida até a morte no dia 23 de fevereiro; corpo foi abandonado no Indubrasil

A idosa Dirce Santoro Guimarães Lima, 79 anos, que foi agredida até a morte por Pâmela Ortiz de Carvalho, 36 anos, no dia 23 de fevereiro, no Indubrasil, será sepultada amanhã (12) no cemitério Memorial Park, em Campo Grande. O corpo estava no Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) desde o dia 25 de fevereiro.

 

 

Para ser enterrada, Dirce, que não tem parentes em Campo Grande, dependia de uma procuração que a sobrinha Leila Maria Santoro, 55 anos, residente em Itamonte (MG), precisava mandar para a liberação do corpo no Imol.

Ao Campo Grande News, Leila informou que a procuração chegou na cidade na última sexta-feira (8). Segundo a sobrinha, Dirce será enterrada em Campo Grande e um agente de saúde será responsável pelo funeral.''É muito complicado para trazer o corpo pra cá", informou.

 

 

 

 

 
Pâmela Ortiz de Carvalho posa para foto postada em rede social (Foto: Arquivo pessoal)
Pâmela Ortiz de Carvalho posa para foto postada em rede social (Foto: Arquivo pessoal)

Segundo apurado pela reportagem, o corpo de Dirce permanece no Imol e será enterrado amanhã às 13h30 no cemitério Memorial Park.

O caso - A vítima desapareceu no dia 23 de fevereiro e todo o enredo foi descoberto no dia 25, quando vizinhas da idosa foram à 7ª DP para registrar o sumiço. Na tentativa de despistar, a assassina confessa também esteve na delegacia e mentiu.

Segundo a delegada Christiane Grossi, Pâmela só admitiu ter assassinado a idosa ao ser informada pela polícia que câmeras de segurança haviam flagrado o momento em que ela saiu com Dirce no sábado, dia do desparecimento.

 

O achado do cadáver, no bairro Indubrasil, foi informado à polícia no momento em que a assassina estava sendo interrogada.

Além de prestar serviço como motorista de idosos, Pâmela se apresentava como policial. A autora segue presa.



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários
Netshoes Temporário