+55 (67) 3546.2571
quarta, 20 de junho de 2018
Camapuã
agua clara
quarta, 13 de junho de 2018 - 10:25

Apple bane da App Store aplicativos de mineração de Bitcoin e criptomoedas

A Apple baniu da App Store aplicativos que usam recursos do iPhone, iPad ou Mac para minerar criptomoedas como o Bitcoin. As novas diretrizes da empresa também visam frear o uso do celular para acessar corretoras de moedas digitais, mas seguem permitindo carteiras virtuais ou mineração em nuvem.

A norma destaca principalmente o prejuízo no hardware provocado por apps de mineração. “Os aplicativos não devem drenar a bateria rapidamente, gerar calor excessivo ou sobrecarregar desnecessariamente os recursos do dispositivo.

 

Aplicativos, incluindo anúncios de terceiros exibidos neles, não podem executar processos em segundo plano não relacionados (ao objetivo primário do app), como a mineração de criptomoedas”, explica o guia atualizado para desenvolvedores.

O poder de processamento no iPhone e no Mac é considerado baixo para executar mineração de maneira eficiente, tornando os aparelhos úteis apenas em rede. Nessa modalidade, a mineração tende a gerar ganhos somente para o desenvolvedor do aplicativo, e não para o usuário.

Ainda conforme o Techtudo, recentemente, a Apple removeu um desses programas da loja do macOS. O app Calendar 2 drenava bateria e processamento demais do computador porque, além de oferecer um calendário, usava o hardware para minerar criptomoedas. A remoção ocorreu antes da atualização do guia para desenvolvedores.

As regras também afetam apps criados para transacionar moedas digitais. A partir de agora, programas do tipo só podem enviar e receber pagamentos se forem ligados a corretoras reconhecidas. Além disso, apps para iOS e macOS não podem gerenciar a participação em ICOs (Inicial Coin Offer ou Oferta Inicial de Moedas), a não ser que sejam oferecidos por instituições financeiras.



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários
Netshoes Temporário
brasilandia
brasilandia rodape