+55 (67) 3546.2571
sexta, 03 de dezembro de 2021
terça, 6 de novembro de 2012 - 10:13

Atendimentos no Auxiliadora reduzem em mais de 65%

Após o anúncio de que o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora não atenderá mais pelo SUS (Sistema único de Saúde), o número de pacientes que foram atendidos gratuitamente pela instituição caiu 65,21% em novembro, comparando-se os cinco primeiros dias do mês com o mesmo período de outubro. Vale lembrar que até o final de novembro, o hospital ainda atenderá gratuitamente emergências e urgências.

De acordo com a assessoria de imprensa do Auxiliadora, foram 224 atendimentos, de quinta-feira (1º) - quando terminou o contrato com o serviço público - até ontem (5) à tarde. Nos cinco primeiros dias de outubro, o número de atendimentos totalizou 644. No mês de outubro, foram totalizados 2.962 atendimentos pelo SUS.

De acordo com o hospital, os prazos estabelecidos continuam os mesmos. A instituição lembrou que o contrato para atendimentos dos pacientes pelo SUS é tripartite (Município, Estado e Federal), porém, desde o ano de 2010 é gestão plena do Município. O contrato é renovável a cada ano, sendo que o último vigorou de 01/08/11 a 31/07/12.

Por intermediação do Ministério Público, em ata de reunião, o Município e Hospital se comprometeram a deixar o próximo contrato pronto até 16/10/2012.

Aguardando

O Hospital Auxiliadora afirma estar esperando resposta da Administração Municipal, reforçando ter dado prazo nos próximos 30 dias, atendendo, durante esse período, apenas urgência e emergência. A expectativa da população, segundo o hospital, é de que a Prefeitura dê um parecer diante a contratualização.

Caso

Na tarde de quarta-feira (31), em coletiva de imprensa, o Hospital anunciou que não mais atenderia pelo SUS.
De acordo com a administradora Fermina Borges, o hospital vem tendo prejuízo acima de R$ 600 mil, uma vez que houve aumento populacional, bem como das complexidades dos casos atendidos pelo Auxiliadora. O hospital recebia o total de R$ 1.637.824,00 ao mês para os atendimentos pelo SUS, sendo R$ 258.875,00 do município e R$ 338.000,00 do Estado e o restante do Ministério da Saúde.

O valor do repasse solicitado pelo hospital foi de R$ 2.293.000,00, calculado em 27 de abril. Fermina informou que, pelos cálculos feitos pela administração, posteriormente, para oferecer mais serviços, o total recebido deveria ser de R$ 2,4 milhões.

Na segunda-feira (29), de acordo com Fermina, a Prefeitura demonstrou interesse em ficar com o plano antigo, correspondendo ao valor de R$ 2.293.000,00. “Eles não deram a confirmação de que pagariam esse valor. Disse à prefeita Márcia Moura que esperaria um retorno dela até às 16h, mas não recebi”, informou, ressaltando que o aumento oferecido pela Prefeitura foi de R$ 48.660,00 ao mês, o que representa menos de 3% do total que era pago.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
21min35max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
20min32max
Campo GrandeSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
21min36max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
22min35max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.