+55 (67) 3546.2571
quarta, 20 de outubro de 2021
terça, 18 de março de 2014 - 14:50

Avião desaparecido teria diminuído altitude e pode ter sido visto por moradores da Malásia

Investigadores do desaparecimento do Boeing 777 da Malaysia Airlines afirmaram nesta segunda-feira (17) que o avião teria caído para uma altitude de 5.000 pés (1,5 km) para evitar que radares captassem sua trajetória.

A informação ganha credibilidade com novos relatos de moradores que viram luzes e muitos barulhos no horário provável em que a aeronave fez a curva.

A prática de voar com baixa altitude é conhecida como "terrain mask" (máscara de terreno, em tradução livre) e é considerada perigosa e arriscada, porque coloca uma pressão muito grande na estrutura da aeronave. Além disso, sem a assistência de radares, o avião poderia se chocar com montanhas, árvores ou outras aeronaves.

Segundo informações do tabloide britânico Daily Mail, pelo menos nove pessoas fizeram relatos à polícia sobre terem visto luzes no céu e barulhos de motor. A área apontada coincide com as conclusões de que o avião havia feito uma curva acentuada em direção ao oeste de seu curso previsto, sobre o mar do sul da China.

O primeiro relato sobre o assunto veio de Alif Fathi Abdul Hadi, de 29 anos. Ele disse que viu a luz em direção ao mar do sul da China à 1h45 da manhã (horário local), na noite em que a aeronave desapareceu.

O empresário vive em Kampung Kadok, no extremo noroeste da Malásia, perto da fronteira sul da Tailândia, e a luz que ele teria visto também foi testemunhada por outras pessoas, quilômetros mais longe da rota original do voo MH-370.

Hadi disse a um jornal local que a luz era como as de uma aeronave durante a decolagem ou pouso.

“Eu estava andando para trás da minha casa. Quando eu vi a luz, me perguntei para onde ele estava indo. O espaço aéreo aqui é como uma estrada para aviões e eles costumam viajar por aqui. No entanto, a luz que eu vi estava se movendo para uma direção completamente diferente. Ele estava indo em direção ao mar.”

Quando soube do desaparecimento, ele se apresentou à polícia para contar o que viu.

Outro morador local, o pescador Azid Ibrahim, de 55 anos, disse que viu uma sobrecarga de luz no céu na manhã de sábado (8), cerca de 100 km ao sul de onde o empresário Hadi mora.

Ibrahim também disse que é normal ver luzes dos aviões distantes, como as estrelas. Mas ele explica também que viu que as luzes estavam muito próximas, abaixo das nuvens.

Sua descrição tende a indicar que, se a luz que ele viu foi da aeronave desaparecida, tinha virado para o norte ao invés de continuar em seu caminho normal.

Após essas considerações, outras nove pessoas foram até à polícia relatar que também tinham visto um avião sobrevoando em baixa altura no nordeste do país, perto da fronteira com a Tailândia.

Na segunda-feira (17), o número de países envolvidos na busca de o avião aumentou para 26. O Cazaquistão, localizado no extremo noroeste da área de pesquisa, juntou-se à operação.

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
17min27max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
15min29max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
17min30max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
18min27max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.