+55 (67) 3546.2571
quarta, 20 de outubro de 2021
quarta, 12 de março de 2014 - 09:35

Bayern empata com Arsenal, mas carimba vaga nas quartas da 'Champions'

O Bayern de Munique empatou em 1 a 1 em casa com o Arsenal, nesta terça-feira, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, mas garantiu a classificação para as quartas graças à sua vitória por 2 a 0 na ida em Londres.

Os dois gols da partida foram marcados por jogadores alemães. O volante alemão Bastian Schweinsteiger, que ficou fora dos gramados de outubro a fevereiro por lesão, abriu o placar para os bávaros aos 9 minutos do segundo tempo e Lukas Podolski deixou tudo igual dois minutos depois.

"Foi difícil. O Arsenal defendeu muito bem no primeiro tempo. Tivemos mais posse de bola e criamos boas chances, mas não conseguimos abrir o placar antes do intervalo. Queríamos ganhar, mas o Arsenal não é time pequeno. O essencial era não perder e garantir a vaga", explicou o francês Franck Ribéry depois da partida.

O atual campeão europeu sabia que precisava encarar a partida com cautela, já que na temporada passada tinha perdido por 2 a 0 para os 'Gunners' na mesma altura da competição.

Na ocasião, o resultado não tinha sido suficiente para impedir a classificação dos bávaros, que tinham vencido por 3 a 1 na ida.

A única nota negativa para o Bayern foi o cartão amarelo levado pelo brasileiro Dante aos sete minutos de jogo. Pendurado, o zagueiro não poderá disputar a partida de ida das quartas de final.

Já Rafinha, que assim como Dante participou da goleada por 5 a 0 que a seleção brasileira aplicou na África do Sul na última quarta-feira, ficou no banco. Ele foi preterido pelo capitão Philip Lahm, que, como aconteceu em Londres, voltou a atuar na lateral enquanto costuma jogar como volante sob o comando do técnico Josep Guardiola.

O meia alemão Mesut Ozil, que desperdiçou um pênalti na partida de ida, voltou a ter uma péssima atuação com o Arsenal e foi substituído no intervalo pelo tcheco Tomas Rosicky.

Apesar do Arsenal precisar desesperadamente da vitória, o Bayern dominou totalmente o início da partida, controlando a posse de bola e colocando os 'Gunners' na roda, com Schweinsteiger e Thiago Alcântara ditando o ritmo do jogo.

Jogando de amarelo, o time londrino praticamente não passou do meio de campo no primeiro tempo.

O Bayern teve sua primeira grande chance de abrir o placar aos 19 minutos de jogo, quando Ribéry avançou pela direita e cruzou na medida para Robben, que finalizou por cima do gol do polonês Fabianski.

O espanhol Javi Martinez chegou a balançar as redes aos 26, mas o gol foi anulado por impedimento.

O único lampejo dos visitantes na primeira etapa nasceu de uma grande jogada do jovem inglês Alex Chamberlain, que arrancou desde seu campo de defesa e fez fila na defesa bávara antes de ser derrubado perto da meia-lua. O espanhol Cazorla foi para a cobrança, mas a bola desviou na barreira e passou longe da meta de Neuer.

O Bayern continuou tocando a bola com tranquilidade, mostrando que bastava acelerar um pouco para encontrar brechas na defesa do Arsenal.

Aos 37, Lahm foi à linha de fundo pela direita e cruzou na medida para Robben. O holandês recebeu na marca do pênalti e chutou de primeira, mas a bola desviou na zaga londrina.

No início do segundo tempo, uma lance resumiu as limitações do Arsenal. Aos 7, Rosicky, que acabava de entrar, puxou um bom contra-ataque e rolou para Cazorla, mas o espanhol se atrapalhou na hora de dominar e tocou a bola com o braço.

O Bayern abriu o placar logo em seguida. Aos 9, Ribéry driblou o compatriota Sagna na esquerda e cruzou na medida para Schweinsteiger. O volante dominou com categoria e chutou sem chances para Fabianski.

Parecia que o Arsenal precisava sofrer este gol para acordar no jogo. O empate saiu logo aos 11, justamente dos pés de um jogador alemão. Podolski ganhou uma dividida na esquerda da área com Lahm ao empurrá-lo levemente, o juiz mandou seguir o jogo e o atacante fuzilou Neuer com um petardo de canhota quase sem ângulo.

Mesmo assim, foi apenas um fogo de palha. O Bayern continuou dominando a partida e quase fez 2 a 1 aos 23, quando Mandzukic recebeu belo passe de Thiago Alcântara e perdeu seu duelo cara a cara com Fabianski.

O time da casa ainda deixou escapar uma oportunidade de ouro de vencer a partida nos acréscimos, quando Muller desperdiçou um pênalti após Robben ser derrubado na área.

A defesa espetacular de Fabianski não estragou em nada a festa do atual campeão, que avançou com tranquilidade para as quartas de final.


Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
17min27max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
15min29max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
17min30max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
18min27max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.