+55 (67) 3546.2571
sábado, 17 de abril de 2021
terça, 6 de novembro de 2012 - 14:27

Começa campanha nacional de vacinação contra febre aftosa

A segunda etapa da vacinação dos bovinos e bubalinos contra a febre aftosa começou na quinta-feira, 1º de novembro, em 22 estados e no Distrito Federal. Com duração média de 30 dias, o segundo ciclo da campanha nacional de vacinação faz parte das estratégicas nacional de prevenção da febre aftosa, contribuindo inclusive com a implantação e manutenção de zonas livres da doença.

O calendário nacional estabelece algumas diferenças no período de vacinação. Em Roraima, a vacinação foi realizada durante o mês de outubro. Rondônia e Amapá iniciaram a imunização de todos os animais no dia 15 de outubro, sendo que o primeiro terminará sua vacinação no dia 15 deste mês e o segundo apenas no dia 30. O Estado de Santa Catarina não realiza vacinação por constituir uma zona livre da febre aftosa sem vacinação.

Flexibilização do calendário

Devido à seca que assola grande parte do Nordeste do Brasil, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) flexibilizou o calendário de vacinação nas áreas em situação de emergência. A medida visa a evitar maiores comprometimentos na cobertura vacinal dos rebanhos da região. Por isso, os Serviços Veterinários Oficiais (SVOs) foram autorizados a ampliarem por até 30 dias o período de vacinação nessas áreas, de acordo com a necessidade, ou suspenderem temporariamente a imunização e enviarem relatório de situação ao Departamento de Defesa Animal (DSA) até 15 de janeiro de 2013 para novas análises e decisões. O serviço veterinário oficial de cada unidade da Federação deverá regulamentar a medida escolhida, comunicar ao Mapa e dar ampla divulgação.

Em entrevista coletiva à imprensa na última terça-feira, 30 de outubro, o diretor do DSA, Guilherme Marques, disse que essa medida, adotada de forma excepcional para o Nordeste, não afetará o processo de reconhecimento da região como zona livre da febre aftosa com vacinação em andamento e previsto para finalizar em 2013.

Imunização

Os cuidados necessários para uma adequada imunização do gado são: vacinar dentro do período estabelecido; adquirir vacinas em revendas autorizadas; conservar em temperatura correta (de 2 a 8°C) até o momento da aplicação; aplicar a dose certa (5 ml) na região da tábua do pescoço; usar agulhas e seringas em bom estado e limpas; manejar os animais com o mínimo de estresse e nos horários mais frescos do dia.

Após o término da vacinação, os pecuaristas devem entregar a declaração nas Unidades Veterinárias Locais (UVLs) ou nos Escritórios de Atendimento à Comunidade (EACs) dos seus estados, dentro do prazo estabelecido por cada estado. Os produtores que não cumprirem com as suas obrigações serão impedidos de movimentar seus animais até regularizar a situação, terão a vacinação acompanhada após o calendário regular e serão autuados.

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
21min33max
AnaurilândiaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
20min31max
Campo GrandeSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
20min32max
DouradosSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
22min33max
Três LagoasSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.