+55 (67) 3546.2571
quarta, 01 de dezembro de 2021
terça, 6 de novembro de 2012 - 14:27

Começa campanha nacional de vacinação contra febre aftosa

A segunda etapa da vacinação dos bovinos e bubalinos contra a febre aftosa começou na quinta-feira, 1º de novembro, em 22 estados e no Distrito Federal. Com duração média de 30 dias, o segundo ciclo da campanha nacional de vacinação faz parte das estratégicas nacional de prevenção da febre aftosa, contribuindo inclusive com a implantação e manutenção de zonas livres da doença.

O calendário nacional estabelece algumas diferenças no período de vacinação. Em Roraima, a vacinação foi realizada durante o mês de outubro. Rondônia e Amapá iniciaram a imunização de todos os animais no dia 15 de outubro, sendo que o primeiro terminará sua vacinação no dia 15 deste mês e o segundo apenas no dia 30. O Estado de Santa Catarina não realiza vacinação por constituir uma zona livre da febre aftosa sem vacinação.

Flexibilização do calendário

Devido à seca que assola grande parte do Nordeste do Brasil, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) flexibilizou o calendário de vacinação nas áreas em situação de emergência. A medida visa a evitar maiores comprometimentos na cobertura vacinal dos rebanhos da região. Por isso, os Serviços Veterinários Oficiais (SVOs) foram autorizados a ampliarem por até 30 dias o período de vacinação nessas áreas, de acordo com a necessidade, ou suspenderem temporariamente a imunização e enviarem relatório de situação ao Departamento de Defesa Animal (DSA) até 15 de janeiro de 2013 para novas análises e decisões. O serviço veterinário oficial de cada unidade da Federação deverá regulamentar a medida escolhida, comunicar ao Mapa e dar ampla divulgação.

Em entrevista coletiva à imprensa na última terça-feira, 30 de outubro, o diretor do DSA, Guilherme Marques, disse que essa medida, adotada de forma excepcional para o Nordeste, não afetará o processo de reconhecimento da região como zona livre da febre aftosa com vacinação em andamento e previsto para finalizar em 2013.

Imunização

Os cuidados necessários para uma adequada imunização do gado são: vacinar dentro do período estabelecido; adquirir vacinas em revendas autorizadas; conservar em temperatura correta (de 2 a 8°C) até o momento da aplicação; aplicar a dose certa (5 ml) na região da tábua do pescoço; usar agulhas e seringas em bom estado e limpas; manejar os animais com o mínimo de estresse e nos horários mais frescos do dia.

Após o término da vacinação, os pecuaristas devem entregar a declaração nas Unidades Veterinárias Locais (UVLs) ou nos Escritórios de Atendimento à Comunidade (EACs) dos seus estados, dentro do prazo estabelecido por cada estado. Os produtores que não cumprirem com as suas obrigações serão impedidos de movimentar seus animais até regularizar a situação, terão a vacinação acompanhada após o calendário regular e serão autuados.

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
20min35max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
19min32max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
19min34max
DouradosDia de sol, com nevoeiro ao amanhecer. As nuvens aumentam no decorrer da tarde.
21min35max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.