+55 (67) 3546.2571
sábado, 24 de julho de 2021
quarta, 20 de maio de 2015 - 09:25

Delcídio cumprimenta Fachin, aprovado pelo Senado para o STF

O líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT/MS), comemorou a aprovação, pelo Plenário , do nome do advogado paranaense Luiz Edson Fachin para uma vaga no Supremo Tribunal Federal. “Quero destacar a importância dessa votação e desejar ao ministro Fachin que ele honre, acima de tudo, o Supremo Tribunal Federal com a sua experiência, sabedoria, sua formação pessoal e intelectual. Eu desejo que Deus o ilumine, e ilumine toda a sua família”, cumprimentou o líder, que trabalhou intensamente nas últimas semanas para que o nome de Fachin recebesse o apoio da maioria dos senadores, o que acabou acontecendo. O advogado paranaense foi aprovado na noite desta terça-feira, 19 de maio, por 52 votos a 27. Ele precisava de pelo menos 41 votos favoráveis à sua indicação, sendo que estavam presentes 79 dos 81 senadores. A votação foi secreta e o resultado recebeu aplausos do Plenário. Luiz Fachin foi indicado pela presidente Dilma Rousseff para ocupar o posto do ex-ministro Joaquim Barbosa, que se aposentou em julho de 2014. Delcídio destacou a maneira como o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL) conduziu o processo de votação. “Vossa Excelência foi um magistrado nesse processo e, como presidente, conduziu muito bem a votação. Quero dar aqui que o meu testemunho da maneira correta como o presidente Renan conduziu todo o processo”, destacou o líder do governo. Currículo - O advogado Luiz Edson Fachin, 57 anos, conquistou notoriedade no meio jurídico por novas teses envolvendo direito civil e de família, áreas nas quais se especializou. Na área profissional, o escritório que fundou atua principalmente em conflitos empresariais e os que envolvem sucessões, especialmente por arbitragem e mediação, formas alternativas de solução em que se busca evitar que a causa chegue ao Judiciário. Também se destaca por defesas no campo ambiental, agrário e imobiliário. No âmbito acadêmico, Fachin inovou ao interpretar as regras que regulam as relações privadas conforme os direitos básicos inscritos na Constituição; no direito de família, defendeu o valor das relações afetivas como critério para atribuir a paternidade, por exemplo.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
15min31max
AnaurilândiaSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.
16min32max
Campo GrandeSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.
15min32max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
16min31max
Três LagoasSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.