+55 (67) 3546.2571
domingo, 01 de agosto de 2021
terça, 6 de novembro de 2012 - 16:50

Dilma vetará novo prazo para renegociação de dívidas dos Estados

A presidente Dilma Rousseff deve vetar a reabertura de prazos para adesão dos Estados a programas de renegociação de dívidas contraídas no período da crise e também débitos rurais, segundo afirmou nesta terça-feira a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti. Após reunião com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), Ideli reforçou a posição contrária de Dilma ao dispositivo, que foi incluído na semana passada em votação na Câmara dos Deputados.

“A presidente Dilma é terminantemente contra e essa posição foi expressa na Câmara. O líder foi contrário à emenda, foi contrário à aprovação na Comissão Mista e no plenário e não aceitará essa questão. Ou o Senado suprime o dispositivo, ou a reabertura do prazo será vetada na sanção da lei”, disse Ideli. O prazo foi imposto pela medida provisória (MP) 574 enviada pelo Executivo, mas foi alterada pelo deputado Sandro Mabel (PMDB-GO) e aprovada na Câmara.

A MP autoriza a renegociação e perdão de parte das dívidas de Estados e municípios com o Pasep, tributo federal usado para financiar as ações do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), como abono salarial e seguro-desemprego. A mudança rejeitada pelo Planalto aumentou o prazo final de adesão à renegociação de dívidas, de 28 de setembro deste ano para 31 de janeiro de 2013. O deputado também estendeu a data de negociação de dívidas rurais, que passa a ser 31 de agosto do ano que vem. Outras dívidas de Estados e municípios com o governo federal também podem ser renegociadas até 31 de janeiro de 2013.

A medida também prevê que as dívidas poderão ser parceladas em até 15 anos e serão descontadas diretamente da parcela mensal do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e dos Municípios (FPM), que é repassado pelo governo federal aos entes. Quem optar pela renegociação dos débitos terá um desconto integral dos encargos legais, além de 60% nas multas e 25% nos juros. Caso não seja votada pelo Senado até o dia 10 de novembro, a MP perderá a validade. A votação na Casa está prevista para acontecer amanhã.

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
12min27max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
13min27max
Campo GrandeSol com algumas nuvens durante o dia. À noite o céu fica com muitas nuvens, mas não chove.
12min23max
DouradosNublado pela manhã, com possibilidade de garoa. Tarde de sol com diminuição de nuvens. Noite com muita nebulosidade.
13min27max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.