+55 (67) 3546.2571
domingo, 16 de maio de 2021
quinta, 17 de maio de 2018 - 14:15

Estudantes protestam contra o abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes Para chamar at

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, CRAS, CREAS e a equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social se mobilizaram ao longo da semana para ações do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado no dia 18 de maio.

Neste ano, uma das iniciativas propostas para chamar a atenção da sociedade, foi a confecção de flores amarelas produzidas pelos estudantes da Rede de Ensino de Brasilândia. Os estudantes junto com a equipe realizaram a colocação das flores em diversos espaços públicos, por exemplo, na Câmara Municipal e no canteiro central da Alameda Arthur Hoffig, numa forma de protesto contra o abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. A flor é em referência à Campanha "Faça Bonito, proteja nossas crianças e adolescentes".

Além disso, desde o dia 07 de maio, toda a equipe realiza palestra nas escolas da zona rural, cidade e também nos Centros Educacionais Infantis, também com intuito de alertar crianças e adolescentes sobre os possíveis abusos. A iniciativa também teve a parceria da Secretaria Municipal de Saúde e da Educação.

18 DE MAIO

Nesta sexta-feira (18), haverá ao longo do dia a colagem de adesivo nos carros na Praça Santa Maria e às 18h (MS), na Câmara Municipal, uma palestra com Sydnei Ferreira Ribeiro Júnior, analista/psicólogo do Ministério Público Estadual. Haverá também apresentação teatral da Primeira Igreja Batista e apresentação da dança do Grupo Conviver.

O Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes tem o objetivo de alertar a população sobre a necessidade de denunciar, combater, punir e não se omitir em casos de violência, caso testemunhe alguma violência sofrida pela criança ou adolescente

A data 18 de maio é lembrada em virtude do caso da menina Araceli Crespo, que foi espancada, estuprada e morta. Ela tinha apenas nove anos de idade quando foi levar um envelope para um grupo de rapazes, a pedido da mãe e ao chegar no local marcado, foi violentamente assassinada.

O crime ocorreu no dia 18 de maio de 1973 e o caso ficou célebre três anos depois, com a publicação do livro "Araceli, meu amor", do jornalista José Louzeiro.

 

 

 

 

 

Para chamar atenção, participantes colocaram flores amarelas nos espaços públicos

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, CRAS, CREAS e a equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social se mobilizaram ao longo da semana para ações do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado no dia 18 de maio.

Neste ano, uma das iniciativas propostas para chamar a atenção da sociedade, foi a confecção de flores amarelas produzidas pelos estudantes da Rede de Ensino de Brasilândia. Os estudantes junto com a equipe realizaram a colocação das flores em diversos espaços públicos, por exemplo, na Câmara Municipal e no canteiro central da Alameda Arthur Hoffig, numa forma de protesto contra o abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. A flor é em referência à Campanha "Faça Bonito, proteja nossas crianças e adolescentes".

Além disso, desde o dia 07 de maio, toda a equipe realiza palestra nas escolas da zona rural, cidade e também nos Centros Educacionais Infantis, também com intuito de alertar crianças e adolescentes sobre os possíveis abusos. A iniciativa também teve a parceria da Secretaria Municipal de Saúde e da Educação.

18 DE MAIO

Nesta sexta-feira (18), haverá ao longo do dia a colagem de adesivo nos carros na Praça Santa Maria e às 18h (MS), na Câmara Municipal, uma palestra com Sydnei Ferreira Ribeiro Júnior, analista/psicólogo do Ministério Público Estadual. Haverá também apresentação teatral da Primeira Igreja Batista e apresentação da dança do Grupo Conviver.

O Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes tem o objetivo de alertar a população sobre a necessidade de denunciar, combater, punir e não se omitir em casos de violência, caso testemunhe alguma violência sofrida pela criança ou adolescente

A data 18 de maio é lembrada em virtude do caso da menina Araceli Crespo, que foi espancada, estuprada e morta. Ela tinha apenas nove anos de idade quando foi levar um envelope para um grupo de rapazes, a pedido da mãe e ao chegar no local marcado, foi violentamente assassinada.

O crime ocorreu no dia 18 de maio de 1973 e o caso ficou célebre três anos depois, com a publicação do livro "Araceli, meu amor", do jornalista José Louzeiro.

 



Fonte: Comunicação Brasilândia
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
16min31max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
19min31max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
16min28max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
17min31max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.