+55 (67) 3546.2571
terça, 15 de junho de 2021
quarta, 31 de outubro de 2012 - 12:55

Ex-secretária de saúde de Alcinópolis é impugnada em mais de R$ 150 mil

Os conselheiros da 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul responsabilizaram a ex-gestora do Fundo Municipal de Saúde de Alcinópolis, Eucione Batista Messias Carrijo, pelas irregularidades constatadas em sete contratos administrativos, que foram celebrados entre o Fundo Municipal e empresas particulares, com dispensas de licitações, no ano de 2008.

A ex-gestora recebeu multas de 200 Uferms para cada contrato irregular, totalizando 1.400 Uferms, o equivalente a R$ 23.870,00. As impugnações somadas totalizam R$ 151.815,23, e deverão ser restituídas aos cofres públicos municipais devidamente atualizadas no prazo de 60 dias nos termos do artigo 37, inciso XI, da Lei Complementar nº 048/90. O conselheiro relator determinou a remessa dos autos ao Ministério Público de Contas

Contratos – Os contratos de nº 1373/2011, 1378/2011 e 1375/2011 referem-se a contratações com prestadores de serviços, e foram celebrados, respectivamente, com a empresa Joilson Gonçalves da Silva ME., no valor de R$ 19.946,00; e com Moacir Souza de Oliveira-ME, pela quantia de R$ 9.165,00 (ambos para contratação de serviços de mecânicos). O último foi celebrado com Geraldo Gomes Domingos – GR & Construções, no valor de R$ 19.325,00 para contratação de serviços de pedreiro.

O processo de nº 1380/2011 foi celebrado entre o Fundo Municipal de Saúde de Alcinópolis e a empresa Oliveira & Furtado Ltda., no valor R$ 17.254,95 para aquisição de combustíveis.

Em dois contratos celebrados pelo Fundo Municipal de Saúde, os objetos são as contratações de serviços médicos, sendo eles os de nº 1381/2011, celebrado com Ortocentro Clínica de Tratamento Médico Ltda., no valor de R$ 13.892,50; e o processo de nº 1386/2011, que trata de despesas médicas com parto, cesariana e laqueadura, om a empresa Ultramed –Centro Ultrassonográfico, no valor de R$ 46.492,00.

Por último, o processo de nº 1387/2011, referente à aquisição de peças, cujo contrato foi celebrado com Silvia Helena Araújo –ME., no valor de R$ 25.741,78.

Conforme análise processual da 5ª Inspetoria de Controle Externo, em todos os processos foram contatadas ausências de documentos relativos às licitações e aos contratos, dentre eles: autorização para realização de licitação; indicação do objeto e do valor estimado, acompanhado da pesquisa de mercado; indicação da existência de dotação orçamentária para execução o objeto; Lei que estabelece o veículo oficial de divulgação da Administração Pública; documentos de habilitação dos licitantes; certidões negativas de débitos com INSS e certificado de regularidade de situações com o FGTS e minutas dos contratos.

“Ao efetuar as sucessivas contratações diretas, motivadas pelo flagrante desejo de frustrar a realização de licitação, a responsável causou manifesto dano aos cofres públicos de Alcinópolis, na medida em que não foi possível a realização da livre concorrência de mercado, que pelas leis da economia tenderia a reduzir os preços dos serviços”, destacou o conselheiro relator.

Além das multas e impugnações, o conselheiro relator determinou a remessa de todos os processos ao Ministério Público de Contas para o encaminhamento do caso à autoridade responsável, diante da possível ocorrência de ato de improbidade administrativa prevista no artigo 10 e 11, da Lei nº 8.429/92; e do crime tipificado no artigo 89, da Lei nº 8.666/93.

Durante a sessão da 2ª Câmara do TCE/MS, os conselheiros José Alcemos dos Santos, Waldir Neves e Ronaldo Chadid analisaram um total de 91 processos, dentre os quais 58 foram julgados irregulares.

Após publicação no Diário Oficial Eletrônico do TCE/MS, os gestores dos respectivos órgãos jurisdicionados poderão entrar com recurso ordinário e/ou pedido de revisão, conforme os casos apontados nos processos.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
15min29max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
15min28max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
11min27max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
16min29max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.