+55 (67) 3546.2571
quinta, 06 de maio de 2021
quarta, 6 de junho de 2018 - 14:20

Frio deve atrasar início da colheita do algodão na região norte de MS

Baixas temperaturas impedem abertura dos capulhos e exposição das plumas

As baixas temperaturas devem atrasar em pelo menos uma semana o início da colheita do algodão na região norte do estado. Segundo a Ampasul (Associação Sul-mato-grossense dos Produtores de Algodão), o frio impede que os capulhos abram e exponham as plumas para serem coletadas.

O diretor executivo da entidade, Adão Antônio Hoffmann, afirma que a produtividade não deve ser afetada. “A princípio não haverá prejuízo. Vamos analisar mais para frente se teve algum reflexo na qualidade da fibra”, disse ao Campo Grande News nesta quarta-feira (6).

Na região sul, a colheita foi concluída e o produto já está sendo beneficiado. “Foram 270 arrobas por hectare. É um bom resultado para essa área e está dentro do esperado. De modo geral, espera-se que a colheita renda em média 300 arrobas por hectare, um pouco a mais do que as 297 arrobas por hectare na safra passada. Foi um ano bom que está se repetindo”.

Retorno – Adão afirma que o mercado do algodão está aquecido e Mato Grosso do Sul deve ser favorecido pelo rompimento nas relações comerciais entre China e Estados Unidos.

Com os estoques da matéria-prima baixos, o país asiático deverá comprar quantidade maior do produto, abrindo caminho aos produtores do estado. “Os chineses voltaram a comprar algodão e isso começou a puxar os preços”, diz o diretor executivo da Ampasul.

A alta no dólar também favoreceu de certa forma o setor ao elevar os valores das commodities, mas Adão lembra que o fato de grande parte dos insumos serem comprados em moeda norte-americana acaba servindo de contrapeso.

Mesmo assim, entre 50% e 60% da safra já foi vendida antecipadamente à colheita. “Este ano os produtores venderam um pouco mais porque o mercado internacional puxou e fez com que o setor avançasse um pouco”, completa.

Prazos - O vazio sanitário do algodão começa no dia 15 de setembro e vai até 30 de novembro pra os produtores de Água Clara, Alcinópolis, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste e Sonora.

Já nos municípios de Campo Grande, Sidrolândia e Maracaju o período vai de 1º de agosto a 15 de outubro. Nas demais localidades, o intervalo nas plantações será entre 15 de junho e 30 de agosto.



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
18min34max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
16min25max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
11min20max
DouradosCéu nublado com possibilidade de garoa de dia e à noite.
19min34max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.