+55 (67) 3546.2571
terça, 19 de outubro de 2021
sexta, 14 de março de 2014 - 10:15

H1N1: campanha de vacinação não deve ser antecipada em Corumbá

Ao confirmar uma morte por Influenza A, gripe transmitida pelo vírus H1N1, a Secretaria de Saúde de Corumbá informou também que outros dois casos estão sob investigação e aguardando a chegada dos resultados dos exames que estão sendo feitos em São Paulo.

Os primeiros laudos, de exames feitos pelo Laboratório Central de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, deram negativo para o vírus, mas a Prefeitura decidiu pedir novos exames, desta vez com material coletado do fígado e do baço dos pacientes, ao Laboratório Adolfo Lutz, na capital paulista..

O médico-chefe do Centro de Tratamento Intensivo do Hospital de Corumbá, Manoel João de Oliveira, os exames foram solicitados em razão de ter havido duas mortes em curto espaço de tempo em um mesmo local e em uma mesma família. No caso, mãe e filha, cujos nomes não foram divulgados para preservar a família. O resultado positivo foi o da mãe.

“Como apareceram casos de pneumonia com gravidade, esse caso das duas juntas, chamou a atenção”, afirmou o chefe do CTI, esclarecendo que, “para Campo Grande, enviamos o material de swab, coletado da faringe e das vias nasais. Como deu negativo, foi solicitado pelo pessoal da Prefeitura que continuasse a investigação. Que fosse adiante, que fosse feito o estágio mais avançado, ou seja, usando material do baço, do fígado e do pulmão”. O resultado do Adolfo Lutz chegou na noite de quarta feira, 12 de março a Corumbá, trazendo a confirmação da morte por Influenza A.

Manoel João também atentou para o fato de familiares de alguns pacientes não permitirem a retirada de material para exame, o que no final acaba prejudicando até mesmo a divulgação de informações para a população. “Quanto mais amostragens, quanto mais exames fizermos, melhor para sabermos a realidade da situação. Eu estou tomando como norma agora no CTI que, de todo paciente que chegue com sintomas, seja retirado o material de swab e encaminhado a exame imediatamente.”

Este ano já foram registradas 144 internações por pneumonia em Corumbá. Em 2013, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, 65 pessoas morreram vítimas da doença no município. Já em 2014, foram registradas, até agora, 6 mortes, entre elas está o caso confirmado de H1N1, uma gripe muito forte transmitida pelo ar e altamente contagiosa.

“Houve um caso isolado que levou à morte de uma paciente. No entanto, todos os levantamentos, clínicos e epidemiológicos, não sugerem, ao contrário, descartam, a ocorrência de uma epidemia de gripe em Corumbá. Seja causada pelo sub-tipo H1N1 ou por qualquer outro sub-tipo”, garantiu o infectologista Rivaldo Venâncio, da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), sediada no Rio de Janeiro. Ele também afirma que não há como saber como a paciente que morreu adquiriu o vírus. “Corumbá é uma cidade turística, pessoas daqui viajam e vêm para cá pessoas, inclusive de outros Estados. O vírus, que é de infecção respiratória, pode se manter na natureza, circulando entre pessoas, sem causar maior gravidade, ao longo de todo ano, até que, durante um período mais frio, outono, inverno, portanto, ocorra a transmissão numa intensidade maior”, explicou.

Apesar da confirmação da morte por Influenza A, a Secretaria Municipal de Saúde não deve solicitar a antecipação da campanha nacional de vacinação e nem a ampliação das faixas etárias de pessoas que devem tomar a vacina. Isso porque, não há uma ocorrência de emergência para sensibilizar o Ministério da Saúde, que é o órgão que envia o medicamento, para mandar doses extras ao município. A secretária Dinaci Ranzi informou que as vacinas vão chegar ao município no dia 10 de abril.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
19min25max
AnaurilândiaSol com muitas nuvens e pancadas de chuva à tarde. Muitas nuvens à noite, sem chuva.
21min28max
Campo GrandeSol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens.
16min30max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
20min25max
Três LagoasSol com muitas nuvens e pancadas de chuva à tarde. Muitas nuvens à noite, sem chuva.