+55 (67) 3546.2571
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
brasialndia
camara de tres lagoas
Sexta, 11 de Agosto de 2017 - 14:15

Homem processa cervejaria após encontrar lagartixas em bebida

Caso ocorreu nos EUA, há dois anos

Um morador da Califórnia, nos Estados Unidos, está processando a Heineken após ter encontrado duas lagartixas-leopardo mortas em uma lata de cerveja da marca. O caso aconteceu com George Toubbeh, 49 anos, há dois anos, em agosto de 2015.

Em entrevista ao jornal Los Angeles Time, o homem afirmou que, após tomar um gole da cerva, sentiu um gosto estranho e começou a sentir fortes dores abdominais. Examinando a lata, sua filha então encontrou as lagartixas.

Toubbeh foi levado para a emergência, onde recebeu sedativos e remédios contra náusa. O homem levou as lagartixas ao seu advogado. Após exames de biólogos, os dois constataram que os animais ainda estavam vivos quando foram colocados dentro da lata.

A Heineken dos EUA nega as acusações. A empresa afirma que sempre cuida da segurança e integridade dos seus produtos. "Investigamos o caso isolado e baseado em vários fatores, acreditamos que não há mérito na reclamação", diz a cervejaria em nota.

 

O norte-americano e seu advogado discordam. Para eles, uma compensação é necessária para pagar pelos danos sofridos, gastos médicos, possíveis ganhos perdidos e os custos com o trabalho da advocacia.

As lagartixas-leopardo são criadas nos EUA como animais de estimação, mas são originais da Ásia, principalmnente da Índia, Paquistão, Irã e Afeganistão. No Brasil, o comércio dos répteis é proibido.



Fonte: midiamax
Veja Também
Comentários
Dengue Camara de Brasialndia
Netshoes Temporário
brasilandia