+55 (67) 3546.2571
terça, 11 de maio de 2021
terça, 22 de maio de 2018 - 14:20

Homem que matou policial civil é condenado a 28 anos de prisão

O crime aconteceu há 3 anos, no dia 28 de junho de 2015, por volta das 17h, em Tacuru
Policial que foi morto com quatro tiros (Foto: divulgação) Policial que foi morto com quatro tiros (Foto: divulgação)
José Osmar quando foi preso e apresentado pela Polícia Civil (Foto: divulgação)José Osmar quando foi preso e apresentado pela Polícia Civil (Foto: divulgação)
 
 

Foi condenado a 28 anos e 9 meses de prisão, o réu José Osmar Freitas acusado de matar o policial civil José Nivaldo de Almeida, 51 anos, em Tacuru, distante 427 quilômetros de Campo Grande. O crime aconteceu há 3 anos, no dia 28 de junho de 2015, por volta das 17h. 

Durante o julgamento, o Ministério Público de Mato Grosso do Sul, pediu a condenação do réu pelo crime de homicídio qualificado com recurso que dificultou a defesa da vítima e pelo motivo torpe. Já defesa, feita pela Defensoria Pública do Estado, apresentou a tese de desclassificação da tentativa de homicídio para lesão corporal leve, bem como o afastamento da qualificadora do motivo fútil.

Por maioria dos votos, o conselho de sentença, reconheceu a materialidade do crime e as qualificadoras. O réu, então, foi condenado pelo porte ilegal de arma de fogo, crime de furto, tentativa de homicídio e homicídio qualificado, o que totalizou a pena de 28 anos e 9 meses de reclusão. O julgamento aconteceu na última sexta-feira (18) no Tribunal do Júri de Iguatemi.

Caso- José Nivaldo foi morto ao tentar prender José Osmar, conhecido como "Véinho", que minutos antes do crime havia tentado matar uma pessoa em briga de bar. Testemunhas contaram à polícia que o investigador ouviu três tiros e saiu de casa para ver o que estava acontecendo, quando encontrou José Osmar caminhando pela rua com um revólver na mão.

Nivaldo se apresentou como policial, deu voz de prisão e tirou o revólver calibre 38 que José Osmar estava em mãos. Mas, o acusado reagiu e conseguiu pegar a pistola do investigador. Ele foi morto com pelo menos quatro tiros, na região da barriga, perna e cabeça. Após o crime, José fugiu a pé em direção a uma região de chácaras. 



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
19min33max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
21min34max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
18min30max
DouradosSol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens.
20min33max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.