+55 (67) 3546.2571
quinta, 23 de setembro de 2021
terça, 17 de setembro de 2013 - 16:15

Jovem consegue ordem judicial para abortar gêmeos no HR, mas desiste na última hora

Uma jovem de 19 anos que obteve uma ordem judicial para abortar uma gestação de gêmeos desistiu depois do trabalho da equipe médica do Hospital Regional em Campo Grande. Após uma série de exames, os profissionais de saúde conseguiram provar à mãe que os bebês, que possuem má formação, têm grandes chances de sobreviver.

A reportagem do Midiamax apurou que há cerca de duas semanas a jovem foi internada no Regional, em posse de uma ordem judicial, para fazer a interrupção da gravidez.

Ao dar entrada, a médica responsável pelo programa do Ministério da Saúde Aborto Legal - restrito para casos de anencefalia e vítimas de estupro - Suely Resende, pediu todos os exames.

Um funcionário que pediu para não ser identificado contou que no ultrassom e no ecocardiograma ficou constatado que os bebês têm cérebro, coração, órgãos todos perfeitos e sem nenhuma alteração.

“A drª Suely conversou bastante com a família tentando convencer a não interromper a gestação. Tem uma pequena má formação, mas com cirurgias eles serão normais quando crescerem. Todos os funcionários estavam apreensivos com a situação. A mãe da menina brigando para tirar e a médica para nascer. Nós temos muitos casos graves de bebezinhos que conseguem sobreviver, então temos que lutar pela vida até o final”, disse emocionado.

Outra funcionária que também pediu sigilo de sua identidade, confidenciou que o bebê teria má formação na coluna. “A drª passou essas duas semana driblando a mãe dos gêmeos, fazendo exames, tentando unir profissionais para contestar a ordem judicial. Do outro lado a gente via a família brava, porque acham que deveríamos ter cumprido a ordem do juiz”, contou a senhora.

Pelos corredores, a apreensão dos funcionários que assistiram o embate era imensa. “Nosso coração ficava pequenininho. Ninguém tem direito de tirar uma vida”, disse uma funcionária que não quis se delongar.

Ao fim, o trabalho da equipe não foi em vão. Há pouco mais de um dia a mãe dos gêmeos decidiu cancelar o aborto.

“Tinha uma ordem judicial e eu ia fazer a cirurgia, por isso vim pra cá. Mas eles conseguiram provar e deixar bem claro que a má formação tem correção cirúrgica. Já estou de seis meses. Agora chegaram meus exames morfológico, ecocardiograma. Eles têm coração perfeito, cérebro perfeito, órgão perfeitos. Desisti”, confessou Malena.

A reportagem tentou entrar em contato com a médica responsável no Regional, Suely Resende, mas não obteve sucesso.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
16min33max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
20min35max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
19min36max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
17min33max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.