+55 (67) 3546.2571
segunda, 17 de maio de 2021
sexta, 27 de abril de 2018 - 14:55

Juiza impõe fiança de R$ 28,6 mil para soltar condutor que matou na Ceará

Acidente aconteceu no cruzamento das ruas Ceará com a Euclides da Cunha, no Bairro Santa Fé, em Campo Grande

A juíza Joseliza Alessandra Vanzela Turini determinou em audiência de custódia realizada nesta manhã (27) a soltura do funcionário público Alderson Fante da Silva, 33 anos, que na noite de quarta-feira (dia 25) atropelou e matou um jovem de 22 anos.

PUBLICIDADE
 

O acidente aconteceu no cruzamento das ruas Ceará com a Euclides da Cunnha, no Bairro Santa Fé, em Campo Grande. Moisés Luis da Silva Oliveira foi atingido na faixa de pedestre e morreu no local. Foi fixada a fiança no valor de 30 salários mínimos, o equivalente a R$ 28.620 mil.

Até o fechamento deste texto, a fiança não havia sido paga e o funcionário público continuava preso em uma das celas da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Segundo a assessoria de imprensa, na decisão, a juíza considerou que Alderson não tem antecedentes criminais, tem endereço e emprego fixos. Ele vai responder ao processo em liberdade. A magistrada usou como base o valor do carro para arbitrar a fiança.

Ainda na sentença, foi determinado que o rapaz terá de comparecer mensalmente ao Fórum toda vez que for intimado e não poderá se ausentar da cidade sem permissão. 

Essa foi a primeira morte no trânsito causada por motorista bêbado depois da mudança na legislação, em vigor desde quinta-feira (dia 19), que ampliou as penas e passou a ter punições mais rígidas para quem ferir ou matar depois de dirigir sob efeito de álcool. Neste fim de semana, três motoristas foram presos por dirigir embriagados e provocar acidentes com lesão corporal.

Todos passaram por audiência e permaneceram presos, sem atribuição de fiança. Diferente do caso de Alderson, que matou no trânsito sob efeito de álcool e será solto. 

Caso - A vítima foi atropelada na faixa de pedestre. Após o acidente, Alderson fugiu, mas foi preso em casa, no Bairro Carandá Bosque. Segundo o delegado Enilton Zalla, que atendeu a ocorrência, o motorista apresentava sinais de embriaguez, mas não quis ser submetido ao teste de alcoolemia. Ele foi autuado por homicídio culposo qualificado pela embriaguez, pela omissão de socorro e por ter atropelado vítima na faixa de pedestre.



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
16min32max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
19min29max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
17min28max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
17min32max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.