+55 (67) 3546.2571
quinta, 13 de agosto de 2020
bataguassu
santa rita02
sexta, 31 de julho de 2020 - 09:20

Médico e pré-candidato do PSB em Dourados, diz que cidade precisa sair da UTI

Sobre futuros adversários, Davi Infante também afirma que qualquer candidatura de coalizão precisa primeiramente ser combinada com o povo

Apontado pelas bases do PSB (Partido Socialista Brasileiro) como pré-candidato à Prefeitura de Dourados, e à espera das convenções, o médico Davi Infante Vieira afirmou que a cidade é um paciente em estado grave que precisa sair da UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Segundo ele, o caminho para isso é o voto consciente.

Em conversa com a reportagem do Midiamax, o médico oncologista, com mais de 16 anos de experiência atuando no sistema público e também privado, acredita que esse é um momento em que as pessoas bem intencionadas precisam deixar de ser omissas.

“Recebi um convite do meu amigo, o cardiologista Ricardo Ayache que é  o presidente regional do PSB para encarar esse desafio e resolvi enfrentar”, explica Davi, que se sente inspirado pelos bons exemplos de Ayache à frente da Cassems e também motivado pelo apoio que tem recebido de muita gente.

“Nesses 16 anos enquanto médico, a gente é até um pouco psicólogo e nesse tempo já deu para perceber que ninguém aguenta mais a forma como estão sendo conduzidas as coisas tanto no contexto federal e estadual, quanto municipal”, comenta o pré-candidato.

Segundo o médico, a sua candidatura passa também por um diagnóstico mais apurado sobre a cidade, não só na área da saúde, que segundo ele está mais escancarada com o cenário da pandemia do coronavírus, mas como um todo. “Na realidade precisamos fechar as torneiras, cortar os excessos. Recurso tem, o que precisa é ser melhor aplicado”, comenta.

No seu entendimento, usando uma analogia fundamentada na linguagem médica, “Dourados está na UTI. Nós precisamos tirar Dourados da UTI e ela só está viva ainda, porque é uma cidade pujante, onde o agronegócios é muito forte e tem ainda muito mais capacidade de crescer. Mas nesse momento ela está agonizando”, pondera o médico pré-candidato.

Entretanto, na avaliação de Davi Infante, quem vai decidir o que precisa ser feito na cidade são as pessoas, que na maioria das vezes não são consultadas. “Chega de demandas definidas e pautas prontas para as pessoas. Quem tem que definir são as próprias pessoas, principalmente aquelas mais carentes que estão nos bairros”, sinaliza o médico.

“Não se trata aqui de um discurso de direita ou esquerda, principalmente diante da  situação em que estamos vivendo. É claro que o PSB tem foco nas ações sociais, principalmente em relação às pessoas mais carentes, mas temos também que trazer os bons exemplos da iniciativa privada, da gestão pública”, explica.

A respeito de uma  suposta proposta de candidatura de coalização em Dourados com a possibilidade de unir partidos que comandam o Governo do Estado e também a prefeitura, como PSDB, do governador Reinaldo Azambuja, DEM, do vice-governador Murilo Zauit e PTB,  de Délia Razuk, Davi Infante diz que já ouviu falar, “mas primeiro eles terão que combinar com o povo, que como já disse, não aguenta mais”.

Entretanto, quando o assunto é alianças, tanto o pré-candidato, quanto a direção do partido em Dourados, afirmam que as conversas terão que passar pelas bases e serão analisadas de acordo com o projeto para Dourados que não abre mão da encabeçar a chapa majoritária.

“Alguns partidos têm nos procurado. Vamos conversar com todos que nos procurarem, de forma republicana, é claro. Acho importante para a construção de um projeto robusto para o município”, diz o vereador e presidente do PSB em Dourados, Maurício Lemes, ressaltando que perspectiva da legenda é conseguir pelo menos quatro vagas na Câmara.



Fonte: Midiamax
Veja Também
Comentários
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense