+55 (67) 3546.2571
domingo, 16 de maio de 2021
quarta, 11 de julho de 2018 - 16:00

MS já colheu 20% do algodão plantado e estima 54,6 mil toneladas

Segundo a Conab, resultado se deve em grande parte a um acréscimo de 5% na área plantada

Produtores de Mato Grosso do Sul já colheram 20% do algodão plantado no estado, segundo estimativa da Ampasul (Associação Sul-mato-grossense dos Produtores de Algodão). Esse processo está em andamento nas lavouras da região norte, que concentra maior parte da área plantada, e já foi finalizado na região sul, onde o produto já está sendo beneficiado.

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) estima que a produção de algodão em pluma no ciclo 2017/2018 seja de 54,6 mil toneladas, aumento de 11,2% em relação à safra anterior. Já o algodão em caroço terá um incremento de 7,1% nos resultados, passando de 124,4 mil toneladas em 2016/2017 para 133,2 mil toneladas.

 

Isso se deve em grande parte a um acréscimo de 5% na área plantada, que passou de 28,6 mil hectares para 30 mil hectares.

Houve também um incremento na produtividade, ainda de acordo com a Conab, que saltou de 4.350 quilos por hectare no ciclo 2016/2017 para 4.440 no plantio atual, o que corresponde a uma alta de 2,1%.

Plantação de algodão na região norte do estado com detalhe, ao fundo, das plumas que já foram colhidas (Foto: Robson Carlos dos Santos)Plantação de algodão na região norte do estado com detalhe, ao fundo, das plumas que já foram colhidas (Foto: Robson Carlos dos Santos)

Controle – A Companhia aponta que o bicudo do algodoeiro, praga que mais afeta as lavouras de algodão em Mato Grosso do Sul, está controlado devido ao uso de inseticidas atrelado ao bom manejo, embora a necessidade de mais aplicações de defensivos tenha elevado os custos de produção.

Houve relatos, por outro lado, de ataques de tripes, ácaros, pulgões e mosca-branca, essas duas últimas causam perdas qualitativas na pluma.

No tocante a doenças, as plantações foram cometidas com ramulária, que também exigiu várias aplicações de fungicidas. O combate foi favorecido também pelo tempo seco no mês passado, que ajudou a controlá-la, conforme a Conab.

A produção do algodão teve aumento de 28,1% junto com alta no preço médio nacional para a fibra apresenta na ordem de 23,7%. Essas duas grandezas culminaram no aumento do valor da receita bruta dos produtores, de R$ 14,09 bilhões para a safra atual, o que representa em aumento de 58,5% em relação à anterior.



Fonte: campo grande news
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
16min31max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
19min31max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
16min28max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
17min31max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.