+55 (67) 3546.2571
domingo, 16 de maio de 2021
segunda, 2 de julho de 2018 - 16:40

No portão ou na internet, nem todo drama é real, descobre vítima de golpe

Para conseguir dinheiro, golpistas usam de filha com leucemia a animais debilitados

Prestes a reformar a casa de uma golpista, uma arquiteta de Campo Grande descobriu que nem todo drama é real. Mais que isso, a vítima viu de perto que uma mãe implorando ajuda à filha transplantada após leucemia pode ser mentira, e das grandes. É bem triste, mas mobilizar amigos ou depositar qualquer quantia em dinheiro requer pesquisa e verificação da situação.

No último dia 30 de junho, por exemplo, Paula Magalhães, que é arquiteta em Campo Grande, usou o Facebook para mobilizar amigos e ajudar uma viúva desesperada. O pedido na rede social gerou três carregamentos de doações que foram imediatamente entregues, entre eles colchão, botijão de gás, alimentos e roupas.

 

Ao Campo Grande News, Paula contou que a golpista foi até a empresa de sua mãe implorando por ajuda, pois o marido caminhoneiro morreu baleado durante assalto e, que na miséria, acompanhava a luta da filha contra a leucemia. Além disso, a golpista pedia dinheiro para comprar morfina e amenizar as dores da criança.

Enquanto contava a triste história e enganava as vítimas, a mulher afirmou ter doado a própria medula à filha, que passou por transplante no Hospital Regional, mas desenvolveu uma infecção ao receber alta. Imediatamente, arquiteta se mobilizou para ajudar e planejou uma reforma da residência, já que o problema da infecção se desenvolveu no imóvel.

“Ela disse que o problema era a casa e que a infecção se desenvolveu depois que ela voltou. Como conheço muita gente desse meio e a menina tinha voltado para o hospital, pensei em reformar a casa para a criança ter condições de voltar para a residência”, disse.

Nesse intervalo, uma amiga da família questionou a história e perguntou se mãe e filha já tinham visitado a criança. Foi a partir daí que o drama desmoronou e o golpe veio à tona.

 
Este não é um golpe, mas criminosos costumam publicar pedidos semelhantes. (Foto: Reprodução)Este não é um golpe, mas criminosos costumam publicar pedidos semelhantes. (Foto: Reprodução)

“Primeiro minha mãe chamou a mulher e disse que gostaria de visitar a menina. Mas a mulher desconversava e ficava mandando mensagens de Deus. Até que ela cedeu dizendo que a menina tinha sido transplantada no Hospital Regional e depois levada para o Hospital Universitário, e que a visita era das 8h as 9h. Minha mãe foi aos dois hospitais, não encontrou a criança e descobriu que nenhum dos locais fazia o procedimento”, disse.

No entanto, o problema não para por aí. Enquanto alguns criminosos usam os filhos, outros utilizam animais doentes para conseguir dinheiro. Com a foto de um animal debilitado e uma conta bancária, golpistas fazem a festa e atrapalham o trabalho de protetoras reais. Ligar no veterinário ou até mesmo visitar o animal é uma opção.

Uma clínica veterinária do Bairro Vila Rica, por exemplo, orienta que as defensoras de animais não usem o nome unidade nos anúncios. “Algumas vezes já ligaram perguntando de animais que nem estavam aqui. Mas se utilizam o nome da clínica no Facebook aparece para nós e podemos filtrar caso se trate de um golpe”, disse uma das veterinárias.

Agora, depois do golpe, a família está preocupada e não sabe se procura a polícia para registrar um boletim de ocorrência, pois durante a entrega das doações muitas pessoas estavam no local, que mais parecia um ponto de vendas de drogas.

Transferência da ajuda – Mesmo diante do golpe, mãe e filha não perderam o desejo de ajudar e pretendem transferir as doações para outra pessoa, desta vez, com uma história verídica e de grande valia. A doação será para uma cozinheira do Bairro Noroeste, que foi proibida de continuar a fazer a comida para crianças do lixão. A cozinha improvisada da moradora não atendia as regras da vigilância sanitárias e com muito custo, a mulher montou outro local.

Quem quiser ajudar com doações de alimentos, eletrodomésticos ou móveis para cozinha pode entrar em contato pelo telefone (067) 9 9215-1212.



Fonte: midiamax
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
16min31max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
19min31max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
16min28max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
17min31max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.