+55 (67) 3546.2571
domingo, 26 de setembro de 2021
quinta, 5 de setembro de 2013 - 15:05

Polícia Militar de Mato Grosso do Sul completa hoje 178 anos

Polícia Militar de Mato Grosso do Sul celebra, nesta quinta-feira, cinco de setembro, mais um ano de trabalho pela segurança dos moradores da região. A história que começou em 1835 com o Corpo Policial Homens do Mato ganha mais um capítulo em 2013. São investimentos diários na tropa, em equipamentos e em tecnologias para oferecer um serviço de segurança pública com cada vez mais qualidade.

A necessidade da criação de uma força específica para proteger cidadãos e cidadãs e reduzir a criminalidade remonta, na área ocupada pelo Mato Grosso do Sul, ao século XVII e segue até os dias de hoje. Os homens do mato deram lugar à força policial que foi evoluindo até chegar ao modelo atual.

A divisão do Estado foi um marco para a instituição que passou a se chamar Polícia Militar de Mato Grosso do Sul. Os iniciais um batalhão e quatro companhias independentes deram lugar a 16 batalhões, a seis companhias independentes e a um esquadrão independente responsável pela segurança de quase dois milhões de pessoas em todo Estado.

Policiais militares, qualificados constantemente, garantem a tranquilidade de cidadãos e cidadãs. Anualmente, a PM promove capacitações para atualização e promoção de integrantes da tropa. São cursos de Formação de Sargentos, Formação de Cabos, Aperfeiçoamento de Sargentos, Habilitação para Oficiais Administrativos, Aperfeiçoamento de Oficiais, além da frequência em cursos promovidos pela Secretaria Nacional de Segurança Pública.

A PM também investe em equipamentos e tecnologias. Nos últimos cinco anos, foram adquiridos modernos armamentos, computadores e viaturas para darem a logística necessária para o atendimento. Isso sem contar com o uso de notebooks e tablets nas viaturas para agilizar a checagem de dados de pessoas e veículos abordados. O trabalho diário ainda pode ser visto em números e pesquisas. Nos últimos cinco anos foram apreendidos mais de 200 toneladas de entorpecentes, 1152 armas de fogo, 900 mil pacotes de cigarro e presas em flagrante quase nove mil pessoas. O Mapa da Violência, divulgado em julho, mostrou a evolução.

A Cidade Morena teve a segunda maior redução de mortes por arma de fogo em dez anos, atrás apenas de São Paulo, tornando-se a 6ª capital mais segura no ranking. “Isso é reflexo do nosso serviço diário de abordagem, checagem, operações, policiamento ostensivo-preventivo e também do apoio da população que nos municia com informações diariamente”, avaliou o comandante do policiamento metropolitano, coronel Evaldo Iahn Mazuy.

A prevenção é a atividade primeira da Polícia Militar, por isso uma das frentes de atuação é o investimento em projetos sociais. O primeiro foi criado em 1992: o Florestinha que funciona junto ao 15° Batalhão de Polícia Militar Ambiental e já formou mais de 2500 crianças e adolescentes. “É preciso investir no cidadão do futuro, formar nossas crianças para que elas sejam adultos conscientes da importância da preservação do meio ambiente e estejam preparadas para enfrentar a vida adulta”, disse o comandante do 15° BPMA tenente-coronel Carlos Matoso.

A PM ainda desenvolve os projetos Proerd, Proerces, Patrulha Mirim, Cematran, Ciptran Portas Abertas, PARA, Equoterapia, Tiro Adaptado, Bom de Bola Bom na Escola e Banda de Música Mirim. Em comum a inserção social de crianças, adolescentes e pessoas com necessidades especiais.

Estímulo para os policiais militares e exemplo da importância e sucesso dos projetos da PM é o jovem Pedro Henrich. Ex-integrante da Banda Mirim, o garoto agora forma dupla gospel com a mãe. Pedro esteve no projeto por quatro anos e aprendeu, além de noções de civismo e apoio escolar, a tocar saxofone. Ele se especializou no instrumento e acabou de gravar o primeiro CD. “Só tenho a agradecer a PM pela oportunidade. Foi muito importante para o meu filho e para a minha família”, disse Angela Dutra, a mãe de Pedro Henrich.

A gestão compartilhada é a fórmula utilizada pela Polícia Militar de Mato Grosso do Sul para alcançar sucesso na segurança pública. Diariamente, ações de polícia comunitária são desenvolvidas para aproximar PM e moradores, aumentando a relação de confiança e cumplicidade entre poder público e sociedade.

Exemplo de ação conjunta que resultou no aumento da segurança pública é a feita com o setor taxista. Estratégia específica fundada no tripé capacitação, criação de canal de comunicação exclusivo e abordagens resultaram na drástica redução da criminalidade. Outra mostra é o fim dos assaltos no transporte coletivo após policiamento nos ônibus e terminais.

Em mais um aniversário, a PMMS se mostra cada dia mais moderna e atenta às necessidades da população sul-mato-grossense. Com atividades que extrapolam o policiamento, a instituição tem contribuído efetivamente para o crescimento do Estado. E, a maior razão do sucesso é o policial militar.

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
20min35max
AnaurilândiaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
22min34max
Campo GrandeSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
19min36max
DouradosSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
21min35max
Três LagoasSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.