+55 (67) 3546.2571
sábado, 17 de novembro de 2018
santa rita02
bataguassu
quarta, 7 de novembro de 2018 - 15:25

Polícia recupera pistola levada em roubo a candidato e procura ladrão

Um adolescente paraguaio de 14 anos foi detido, mas polícia procura homem de 21 anos que tentou assaltar candidato; ele tem sete mandados de prisão, um deles por assaltar vereador

Quarenta dias após o assalto ao senador eleito Nelsinho Trad (PTB), a Polícia Militar recuperou na noite de ontem (6) a pistola calibre 40 levada do segurança dele, um sargento PM, durante tentativa de roubo da caminhonete usada pelo político.

O assalto ocorreu na noite de 28 de setembro, na reta final da campanha eleitoral, em frente a um hotel na área central de Dourados. Os bandidos não conseguiram roubar a caminhonete, mas levaram a pistola usada pelo segurança.

 
PUBLICIDADE
 

Por volta de 21h de ontem, uma equipe da rádio patrulha da PM se deparou com os assaltantes que tinham roubado uma moto Honda XRE 300 na área central de Dourados.

Durante a perseguição, os PMs prenderam um adolescente paraguaio de 14 de idade que estava em uma Honda Biz também roubada e que tinha participado do roubo da outra moto. Com ele os policiais encontraram a pistola calibre 40.

Mulher é presa – Com informações prestadas pelo adolescente, a PM chegou ao endereço de Marta Doralice Vieira Canete, 24, no Jardim Jóquei Clube, região leste da cidade.

Ela informou que a moto XRE 300 estava em um terreno no Jardim Rasselen, coberta com uma lona. Os PMs foram ao local e apreenderam a moto. Marta e o adolescente paraguaio foram levados para a Polícia Civil.

 
Rener Pimentel, assaltante com sete mandados de prisão, é procurado pela polícia em Dourados (Foto: Reprodução)Rener Pimentel, assaltante com sete mandados de prisão, é procurado pela polícia em Dourados (Foto: Reprodução)

Sete mandados – Ao Campo Grande News, o delegado Rodolfo Daltro, do SIG (Serviço de Investigações Gerais), informou nesta manhã que a moto XRE 300 foi roubada pelo adolescente e por Rener Pimentel, 21, bandido com sete mandados de prisão decretados pela Justiça por assaltos em Dourados.

Rener Pimentel estava no roubo a Nelsinho Trad no dia 28 de setembro e ficou com a pistola calibre 40 levada do PM. Na noite de 25 de outubro, em uma mata nos fundos da favelinha do residencial Estrela Verá, Rener Pimentel usou a pistola para trocar tiros com policiais que o perseguiam.

Rodrigo Ferreira Dias, 19, o “R3”, e Arthur Rodrigues Neto, 18, o “Mizuno”, comparsas de Pimentel no assalto ao político, morreram na troca de tiros, mas Rener conseguiu fugir.

Assalto a vereador – “Era o Rener que estava com a pistola no assalto de ontem à noite e passou a arma para o menor. Foi ele que roubou a caminhonete do vereador Idenor Machado”, afirmou o delegado.

O assalto ao vereador ocorreu no dia 19 de julho deste ano. Sob a mira de armas dos assaltantes de moto, Idenor Machado (DEM) entregou sua Toyota Hilux preta.

Dois dias após o assalto, a caminhonete foi recuperada em uma casa em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Rener foi preso pela Polícia Nacional por receptação junto com as paraguaias Monica Colman Rivas, 26 e Elisa Aparecida Villagra Pimentel, 18, e um adolescente de 17 anos.

Só 4 dias preso – Só que o bandido brasileiro não ficou uma semana preso no Paraguai. Solto, voltou para Dourados e continuou praticando assaltos. No dia 17 de outubro, Elisa Villagra foi encontrada morta ao lado de outra mulher paraguaia, em Pedro Juan.

“Pedimos para segurá-lo preso por um dia a mais que fosse, conseguimos o mandado de prisão para pedir a expulsão. Pedimos que ele ficasse preso até a quinta-feira dia 21, mas na noite do dia 20 de julho ele foi solto e voltou a cometer crimes em Dourados”, afirmou Rodolfo Daltro.

O delegado disse que Rener perdeu os parceiros no confronto do dia 25 de outubro, por isso “recrutou” o adolescente. “É o mesmo padrão dos outros assaltos, roubaram uma moto para usar no assalto a uma caminhonete”.

Segundo o policial, Marta Canete, presa na noite de ontem pela PM, é mulher de Adriano Aparecido Souza Plácido, acusado de dar suporte para Rener Pimentel cometer os roubos.



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários
Netshoes Temporário