+55 (67) 3546.2571
domingo, 25 de julho de 2021
terça, 2 de junho de 2015 - 13:50

População protesta contra fechamento de acesso 'irregular' a cidade de MS

Moradores, comerciantes e políticos se reuniram na manhã desta terça-feira (2), na entrada de Nova Alvorada do Sul, distante 120 quilômetros de Campo Grande, para impedir o fechamento das entradas ‘irregulares’ que permitem acesso ao Bairro Três Fronteiras, onde além da população local, estão situadas indústrias e a Secretaria Municipal de Obras. Segundo a vereadora, Rosana Pinheiro (DEM), que participou do protesto, cerca de 40 pessoas se reuniram na entrada da cidade. “Não podemos deixar que eles fechem. A população seria prejudica, os alunos teriam de andar 2 quilômetros a mais para chegar a escola, além disso, aqui existem restaurantes, hotéis e outros comércios que teriam de fechar as portas se isso acontecesse”, observa. Apesar da manifestação, alguns moradores apoiam o fechamento dos acessos irregulares. Este é o caso do empresário Leandro Medina, de 30 anos. “Sou a favor porque essas entradas já provocaram vários acidentes. Existem tantas outras questões mais importantes para protestar”, critica De acordo com o assessor jurídico da prefeitura, Acrísio Venâncio da Cunha Filho, a notificação sobre o fechamento foi recebida nessa segunda-feira (1º). Ele garante que nesta manhã a Prefeitura vai protocolar uma ação junto a Justiça Federal de Dourados para que possa suspender a determinação sobre o fechamento dos acessos irregulares. “Vamos entrega à Justiça e esperar o resultado da liminar. São mais de 400 trabalhadores só na Secretaria Municipal de Obras, além de outros 900 que trabalham nas empresas e também dos moradores. Somo a favor do fechamento das entradas desde que seja construída uma passarela, um viaduto ou túnel que facilite o acesso dessas pessoas”, pontua. Filho ressalta que entrou em contato com a CCR MSVia, responsável pela administração, reforma e duplicação da BR-163, e conseguiu suspender o trabalhos. Ele relata ainda que a população se reuniu para arrecadar recursos para que seja feito um estudo sobre as sugestões para a área. “O sindicato rural, a Câmara de vereadores, os comerciantes e muitas outras pessoas se reuniram para arrecadar a quantia necessária para que o estudo seja feito para que depois possamos solicitar a alteração do projeto de execução do local, incluindo essas sugestões”, explica. Claudeir Mata, responsável pelas relações institucionais da CCR MSVia, alega que suspendeu o trabalho de fechamento dos acessos irregulares até que haja uma reunião com o município, "para que juntos possam discutir a melhor alternativa para a área". “Existe uma determinação da ANTT [Agência Nacional de Transportes Terrestres] e do Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes] para que façamos as mudanças considerando a segurança dos usuários da rodovia”, justifica. Até o momento, a reunião não foi agendada e conforme a determinação, o trabalho deve ser executado até o dia 12 deste mês. Os manifestantes deixaram a rodovia, no entanto, prometeram retornar, caso as equipes da CCR MSVia volte ao local.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
16min33max
AnaurilândiaSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.
17min34max
Campo GrandeSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.
16min34max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
17min33max
Três LagoasSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.