+55 (67) 3546.2571
domingo, 13 de junho de 2021
terça, 6 de novembro de 2012 - 15:10

Preço do metro quadrado da casa própria chega a R$ 6.920 em outubro

O preço médio do metro quadrado da casa própria brasileira registrou a menor alta desde o início da série, em setembro de 2010, chegando a R$ 6.920 em outubro. O avanço foi de 0,8%, informa o indicador FipeZap divulgado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) nesta terça-feira (6).

Os números dão continuidade à desaceleração registrada em agosto e setembro, quando o avanço de 0,9% representava o desempenho mais tímido da série nesses meses. Assim, a alta acumulada do começo do ano até o momento é de 11,6%, e de 14,4% para os últimos doze meses.


Com a metragem média nacional a R$ 6.920, um apartamento de 80 m² custa, em média, R$ 553,6 mil no País (veja os preços em algumas das capitais). Um apartamento que valia R$ 500 mil há um ano, sairia R$ 572 mil no mês passado.

O índice FipeZap vem desacelerando desde o começo de 2012. A passagem de janeiro para fevereiro registrou variação de 1,5%; de fevereiro para março, alta de 1,4%; de março para abril, elevação de 1,2% e, de abril para maio, o índice variou 0,9%. O FipeZap avançou 1% de junho para julho e teve a mesma variação para agosto, até registrar novamente o avanço mais tímido da série até então em setembro, de 0,9%.

Desenvolvido e calculado pela Fipe, o índice acompanha o preço médio do m² de apartamentos prontos em seis capitais brasileiras e no Distrito Federal, com base em anúncios de apartamentos prontos na internet.

Preço nas capitais

Em outubro, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife foram as cidades que mais puxaram a alta dos preços dos imóveis; comprar casa própria nessas cidades ficou 1,1% mais caro. A capital paulista está em terceira no ranking de preços, com o metro quadrado cotado a R$ 6.882. Um imóvel de 80 m² na capital paulista saía R$ 550,5 mil no mês passado, enquanto poderia ser adquirido por R$ 676,1 mil no Rio e por R$ 439,1 mil no Recife.

Em Brasília, o preço médio do metro quadrado retraiu 1,1%, uma desaceleração menor que a registrada em setembro, de 1,7%. No acumulado do ano, a alta é de 2,7%.

Outra cidade que puxou o índice FipeZap para baixo foi Fortaleza, onde o preço médio do metro quadrado recuou 1%, a R$ 4.834. Lá, um piso de 80 m² custaria cerca de R$ 386 mil no mês passado.

Bairros mais caros

O metro quadrado mais caro do País continua a ser no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. A metragem da casa própria na área nobre subiu de R$ 18.332 em setembro para R$ 19.140 no mês passado, o que faz com que um imóvel de 80 m² supere R$ 1,53 milhão. A valorização ocorre porque não há mais terrenos para construção de novas moradias e as que já existem são de alto padrão.

Ipanema vem logo depois no ranking de bairros mais caros. Lá, o metro quadrado foi avaliado em R$ 17.228 em outubro, ante R$ 16.984 em setembro. Mais uma vez, a Lagoa ocupa a terceira posição, com a metragem a R$ 14.627 — uma desvalorização em relação aos R$ 14.795 de setembro.

Na capital paulista, a região mais valorizada é a do Ibirapuera-Vila Nova Conceição, na qual o metro quadrado chegou a R$ 11.123 em outubro. O apartamento de 80 m² custaria R$ 889,8 mil naquela área.

O segundo bairro mais caro da capital paulista é o Jardim Paulistano, onde o metro quadrado está avaliado em R$ 9.908. O terceiro lugar pertence à Chácara Itaim, onde a medida sai por R$ 9.357, em média.

Assessoria
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
12min28max
AnaurilândiaSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.
11min25max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
10min24max
DouradosSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.
13min28max
Três LagoasSol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.