+55 (67) 3546.2571
domingo, 16 de maio de 2021
quarta, 18 de julho de 2018 - 14:30

Prefeitura faz 3º lançamento da taxa do lixo, para 3,5 mil contribuintes

Cobrança contempla quem pegou dinheiro de volta e agora terá que pagar a contribuição

A prefeitura publicou nesta quarta-feira (18) os prazos e condições de pagamento para a taxa de coleta de lixo de Campo Grande. O edital, disponível a partir da página dois no Diário Oficial, vale para todos os 3,5 mil contribuintes que optaram em receber de volta o dinheiro pago antes da contribuição ser revogada para recálculo.

Quem preferiu não reivindicar os valores recebeu uma espécie de carta de crédito da qual já foi descontada a taxa deste ano. O que sobrou será usado para quitar parte da contribuição de 2019.

 

Para os demais, os boletos já foram encaminhados pelos Correios, segundo o adjunto da Secretaria de Finanças, Sérgio Padovan. Ele afirma que a cobrança deverá render ao município cerca de R$ 550 mil.

Donos de imóveis sem endereço poderão obter a guia de pagamento pela internet ou pessoalmente ao posto de atendimento da prefeitura até a data de vencimento, das 8h às 16h.

A taxa poderá ser paga à vista até o dia 20 de agosto ou, dependendo dos valores, em até cinco parcelas, a primeira com vencimento para o dia 1° de agosto. O valor mínimo de lançamento será de R$ 20

Quem não pagar o boleto em dia vai ter acréscimo de juros de mora de 1% (um por cento) ao mês. O contribuinte que não concordar com o lançamento poderá apresentar reclamação, dirigida a Coordenadoria de Julgamentos e Consultas da Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento, devidamente fundamentada e com as provas que entender necessárias, ate o dia 10 de setembro de 2018.

Polêmica – A cobrança existe há mais de 45 anos no carnê do IPTU, mas por conta de uma determinação judicial, agora é feita em um boleto específico.

Por se tratar de uma taxa, o valor só pode ser utilizado para fim específico. No caso, o pagamento da empresa responsável pela coleta. No ano passado, com o objetivo de aprimorar a coleta, remoção e destinação dos resíduos sólidos de Campo Grande, foi editada a lei complementar número 308 e aprovada pela Câmara de Vereadores de nossa Capital.

Após ter sido constatado equívoco técnico na tabela de cálculo dos valores, a Prefeitura suspendeu a cobrança, e em seguida constituiu comissões técnicas com apoio da várias entidades para rever a legislação e o modelo de cálculo dos valores cobrados.

Em seguida, abriu procedimento para a devolução da taxa, recalculou os índices, atendendo a todos os preceitos legais determinados pela Justiça, e estabeleceu novos critérios de cobrança, passando a emitir carnê próprio do serviço, desvinculado dos carnes de IPTU.

As medidas permitiram que a taxa ficasse mais barata, com redução de valores para todos os contribuintes. Com as mudanças, 86% dos contribuintes pagarão entre R$ 20 e R$ 200 pela coleta.



Fonte: campo grande news
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
16min31max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
19min31max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
16min28max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
17min31max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.