+55 (67) 3546.2571
quinta, 22 de agosto de 2019
TRES LAGOAS
bataguassu
quinta, 15 de agosto de 2019 - 15:35

Preso "carrasco do PCC" responsável por mortes no tribunal do crime

Fernando Rosa da Silva, o Tio Chico, seria o executor da mulher resgatada em Dourados uma hora antes de ser morta, no dia 9
agua clara

Bandido considerado extremamente perigoso e com prisão decretada pela Justiça, Fernando Rosa da Silva, 27, conhecido como “Tio Chico”, foi preso em Dourados, a 233 km de Campo Grande, acusado de comandar execuções através do chamado “tribunal do crime”. Ele fazia o papel de carrasco nos julgamentos de inimigos da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

 

Fernando iria executar a mulher de 19 anos, resgatada no dia 9 deste mês por agentes da Defron (Delegacia Especializada de Repreensão aos Crimes de Fronteira) e do SIG (Setor de Investigações Gerais) um dia depois de ser sequestrada pela facção.

Ela estava no cativeiro, na Vila Cachoeirinha – região sul da cidade, mesmo bairro onde Fernando foi preso. Segundo a polícia, a mulher foi resgatada uma hora antes de ser lavada para o mato para ser executada, por supostamente “rasgar a camisa do PCC” e entregar integrantes da facção à polícia.

“Tio Chico” foi preso pelo SIG no andamento das investigações após a mulher ser resgatada um dia depois de ser sequestrada em casa por membros da facção criminosa. Outros três envolvidos – a dona da casa usada como cativeiro, o vigia do local e o bandido que sequestrou a mulher – já tinham sido presos na sexta-feira passada.

Na terça-feira (13), o SIG identificou o cativeiro onde a jovem sequestrada era mantida em cárcere privado. A casa localizada na Rua Frei Antônio, na Vila Cachoeirinha, foi preparada para abrigar a vítima. Tapumes foram colocados no cômodo para isolar o som e havia um colchão no chão.

No mesmo dia, o SIG identificou outros quatro participantes do sequestro, que foram indiciados. Entre eles estava Fernando Rosa da Silva, procurado por homicídio.

De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, do SIG, Fernando é investigado como autor de pelo menos dois outros tribunais do crime em Dourados. O SIG apurou que a sentença de morte da jovem já havia sido decretada pela facção.

Cativeiro onde mulher de 19 anos era mantida para ser julgada no “tribunal do crime” do PCCCativeiro onde mulher de 19 anos era mantida para ser julgada no “tribunal do crime” do PCC
 
 
 


Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
Netshoes Temporário