+55 (67) 3546.2571
segunda, 26 de julho de 2021
quinta, 18 de junho de 2015 - 14:15

Preso suspeito de abusar de filha e enteada enquanto mãe das meninas trabalhava

Auxiliar de serviços gerais, 29 anos foi preso suspeito de estuprar filha e enteada, de 10 e 12 anos, no Bairro Caiçara, em Campo Grande. A prisão aconteceu em cumprimento ao mandado de prisão na madrugada desta quinta-feira (18). SAIBA MAIS Suspeito de estupro e ameaça é preso pela polícia em Campo Grande Jovem é preso após invadir casa de mulher que pensou ‘estar dando mole’ Estudante é detido após se esfregar em adolescentes dentro de ônibus Segundo a polícia, no dia 24 de maio as meninas contaram o avô que ao auxiliar estava abusando sexualmente delas. Muito indignado o familiar procurou um vizinho, que é policial civil, e contou o que estava acontecendo com as netas. Desta forma, o policial repassou a denúncia para a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). No dia 25 foi feita autuação policial e os envolvidos foram conduzidos para prestar esclarecimentos na delegacia. Como não teve flagrante o suspeito foi ouvido e liberado. Em depoimento, as meninas disseram que como a mãe trabalha à noite em um restaurante elas ficavam sozinhas com ele. As duas também disseram que ele passava açúcar no órgão genital dele e as obrigava a fazerem sexo oral e vice-versa. As crianças contaram também que às vezes o abuso acontecia com as duas juntas. Em entrevista com a psicóloga, a enteada disse que o padrasto mora há 11 anos com a mãe e, que desde os 6 anos, ele abusa sexualmente dela. A enteada disse que ele passava a mão em suas partes íntimas e em todo o corpo. Na época, ela chegou a contar para a mãe, mas acabou apanhando dele ao tirar satisfação. A mãe negou que tenha apanhado do companheiro. As meninas disseram que havia 21 dias que o auxiliar vinha praticando atos libidinosos. E que a mais velha disse também que os seios ficavam doloridos de tanto que ele apertava. A mãe afirmou ao delegado que desconfiava dos abusos, mas não tinha certeza porque as filhas nunca contaram para ela. O delegado titular da Depca, Paulo Sérgio Lauretto, disse que assim que a denúncia foi feita o pedido da prisão preventiva foi solicitado. Na noite desta quarta-feira (17) o mandado de prisão foi concedido e de posse dele os policiais efetuaram a prisão dele. O auxiliar foi preso na casa do pai dele, no mesmo bairro há quatro quadras de onde ele morava com a família, porque depois da denúncia a mãe das meninas terminou o relacionamento. De acordo com os policiais, ele continuava frequentando a casa da família. “Ele foi indiciado por estupro de vulnerável, passível de pena de 15 anos de prisão por ser considerado um crime hediondo”, concluiu o delegado.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
17min34max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
20min34max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
17min34max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
18min34max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.