+55 (67) 3546.2571
segunda, 26 de julho de 2021
sexta, 12 de junho de 2015 - 09:35

Projeto que torna assassinato de policiais em crime hediondo é aprovado no Senado

O projeto de lei que torna crime hediondo o assassinato de policiais civis, militares, rodoviários e federais, além de integrantes das Forças Armadas, da Força Nacional de Segurança Pública e do sistema prisional, foi aprovado no plenário do Senado nesta quinta-feira (11). A pena vai variar de 12 a 30 anos de prisão. O texto ainda estabelece o agravamento da pena quando o crime for cometido contra parentes até terceiro grau desses agentes públicos de segurança e for motivado pelo parentesco deles. Esses tipos de homicídio especificamente serão considerados qualificados, e irão aumentar a pena do autor do crime, que pode variar entre 12 a 30 anos de prisão, maior que a pena para homicídio comum, que é de seis a 20 anos. O projeto foi aprovado em sessão deliberativa convocada para a tarde desta quinta-feira e também deve aumentar em dois terços a pena para casos de lesão corporal contra agentes ou familiares. Os senadores também aprovaram nesta sessão, o projeto de lei que transforma em crime de responsabilidade a aplicação indevida de recursos destinados ao Programa Nacional de Alimentação Escolar. A partir de agora, o prefeito que desviar o dinheiro destinado à merenda escolar correrá o risco de ser considerado inabilitado para qualquer função pública por oito anos.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
17min34max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
20min34max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
17min34max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
18min34max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.