+55 (67) 3546.2571
quinta, 05 de agosto de 2021
segunda, 29 de junho de 2015 - 14:55

Protesto de títulos fica na conta do devedor e facilita cobrança em MS

Com novo artigo acrescentado ao Código de Normas da Corregedoria-Geral de Justiça do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), os títulos protestados em cartórios por credores não serão mais cobrados, como era feito antes da vigência da lei, em vigor desde 1º de maio. O artigo que trata do assunto 554-A § 4º dispõe que o credor que for protestar títulos não terá mais que pagar pelos emolumentos ao cartório. O pagamento pelo documento agora é feito pelo devedor, na baixa do documento. “A norma veio para beneficiar o credor que antes precisava dispor de um valor para fazer o protesto, o que encarecia o processo para quem precisava do serviço”, explica Fábio Nunes, escrevente. Segundo informações os valores de protesto de títulos continuam os mesmos, que vão de R$ 54 a R$ 1.627 dependendo do valor do título, mas agora pagos no fim do processo pelo devedor. Em Campo Grande são três cartórios de protestos de títulos, que recebem em média por dia cerca de 200 títulos em cada.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
13min29max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
15min28max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
14min26max
DouradosSol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens.
14min29max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.