+55 (67) 3546.2571
terça, 23 de outubro de 2018
Camara de brasilandia
psb/ms
terça, 9 de outubro de 2018 - 14:35

Reinaldo pede apoio de Bolsonaro para proteger as fronteiras de MS

Governador explicou que Estado manterá defesa da faixa fronteiriça; proposta é de trabalho integrado

O governador Reinaldo Azambuja, candidato à reeleição, fez um pedido ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) para que, se eleito, reforce a segurança nas fronteiras de Mato Grosso do Sul com Paraguai e Bolívia para conter e combater o crime organizado e o tráfico de drogas e armas, além do contrabando e roubo de cargas e veículos. Ele falou sobre o assunto nesta terça-feira (9), em entrevista ao programa Tribuna Livre, na FM Capital.

A intenção é fazer com o Governo Federal um trabalho integrado para proteger as pessoas de bem. “O Brasil não é produtor de maconha e cocaína. Mato Grosso do Sul é corredor. O que nós queremos é parceria, um trabalho integrado na fronteira, porque ela está abandonada pelas forças federais. Nós temos 14 cidades que fazem fronteira com Bolívia e Paraguai e muitas delas fazem fronteira seca. Você atravessa a rua a pé, entra e sai a hora que quer. Precisa da presença das forças nacionais e o Governo do Estado não foge da responsabilidade”, disse.

Reinaldo ponderou que as Polícias Federal e Rodoviária Federal fazem um bom trabalho, mas sofrem com sucateamento e falta de contingente. Por isso mesmo, as maiores apreensões nas fronteiras em Mato Grosso do Sul são feitas pelas forças estaduais, em especial pelo DOF. De 2012 a 2017, as apreensões de drogas pelas forças de Mato Grosso do Sul saltaram de 87 toneladas para 427 toneladas/ano.



Fonte: Imprensa Reinaldo Azambuja
Veja Também
Comentários
brasilandia rodape
Netshoes Temporário