+55 (67) 3546.2571
quarta, 19 de dezembro de 2018
santa rita02
bataguassu
sábado, 8 de dezembro de 2018 - 09:20

Reinaldo tentou evitar 'dissidência' no PSDB

É com eles... – Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a negar nesta sexta-feira (7) algum tipo de intervenção do governo estadual na eleição da Assembleia Legislativa, mais especificamente no aval do seu partido ao projeto do deputado Paulo Corrêa, que teve 3 dos 5 votos possíveis e superou Onevan de Matos na disputa. “Não houve intervenção, o que houve foi uma decisão da bancada em uma discussão de candidatos”, destacou.

… mas eu avisei – O governador disse que havia se reunido com Paulo e Onevan, que protagonizaram a disputa inicial, e advertiu que em um quorum tão baixo, “vai sair alguém machucado. Eu avisei antes da possibilidade de buscarem o entendimento. E o Paulo teve maioria”, disse.

 

Pluralidade – Reinaldo afirmou ainda, durante evento na sede da Associação dos Municípios, que torce por um entendimento que garanta pluralidade nas participações de todas as bancadas “para comporem espaços na Mesa Diretora e nas comissões”. Ele disse ainda esperar a pacificação em torno de Corrêa, reunindo, se possível, apoio unânime na Assembleia, o que representaria harmonia na Casa para ver analisados rapidamente “pautas importantes para o Estado como um todo”.

Até que enfim - O governador, na agenda da manhã de ontem, comentou que o investimento para recuperar o Rio Taquari, de até R$ 1 bilhão vindos do Ibama será um grande avanço para região, que segundo o tucano, teve um dos maiores desastres ambientais da história do Brasil. "Todos sabem o que ocorreu, agora o momento é de reverter esta situação e trabalhar para que não ocorra em outros rios do Estado".

Pressa – O chefe do Executivo alertou, porém, que é importante começar os investimentos logo para reverter tantos anos de estrago. Disse que isso deve ser feito tanto nas áreas de planície quanto de planalto.

Agradecimento – O governador também elogiou a ação do governo Temer, que está revertendo os recursos de multas do Ibama, para recuperar bacias hidrográficas importantes. "Ação providencial do presidente, que agora vai chegar ao Mato Grosso do Sul".

Um ano depois – O anúncio da utilização dos recursos de multa para as ações foi anunciado por Michel Temer durante visita a Mato Grosso do Sul. Ela ocorreu em outubro de 2017, em Miranda.
Sem folga - O ministro Carlos Marun (MDB) disse ontem que até o dia 31 de dezembro vai trabalhar com afinco para liberar recursos do governo federal. Depois, em janeiro, vai assumir o grupo de plantão na Câmara Federal, para um mês de mandato de deputado.

Volta logo - "Depois vou sair de férias", comentou Marun. Aproveitando o comentário, Reinaldo Azambuja disse que na sua opinião, Marun ficará "poucos meses" de férias.

Chegando – Fica mesmo para a semana que vem –possivelmente para terça-feira (11) – a remessa à Assembleia do projeto de alterações na estrutura administrativa do governo estadual. Segudno Reinaldo, será mexida “alguma pequena coisa” no Parque dos Poderes. Nomes, por enquanto, seguem em discussão.

Foro íntimo - Porém, o governador reiterou que “alguns (secretários) não querem mais continuar por questões pessoais, e eu respeito isso”, disse, sem enumerar os futuros “aposentados”.



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaVereador Marcio da Farmacia é Reeleito para presidente da Camara Municipal de BataguassúTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
Netshoes Temporário