+55 (67) 3546.2571
domingo, 16 de maio de 2021
quinta, 31 de maio de 2018 - 10:45

Saúde registra nove mil atendimentos nos primeiros quatro meses de 2018 Informação foi divulgada na

Nos primeiros quatro meses deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 9.162 atendimentos em todas as unidades de Brasilândia. A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira (29), na Câmara Municipal, pela secretária da pasta, Adeliza Abrami.

Esta e outras informações foram explanadas na Audiência Pública realizada pela Secretaria Municipal de Saúde. A prestação de contas é em base da Lei Complementar nº 141 de 2012, na qual determina ao gestor do SUS a realização de audiência pública no final dos meses de maio, setembro e fevereiro, referente ao quadrimestre anterior.

Além do número dos atendimentos nas unidades de saúde foi registrado 6.338 visitas domiciliares realizada pelos Agentes Comunitários de Saúde; 889 procedimentos na Saúde Bucal e 650 famílias cadastradas pelo Programa Bolsa Família por meio da Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN).

Em relação à Política Nacional de Atenção Integral a Saúde de Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional, foram registrados 69 atendimentos com enfermeiro, médico psicólogo e fisioterapeuta; 18 vacinações e 54 exames laboratoriais. Houve também encaminhamento de medicamentos, destinação para área hospitalar e atividade física durante o banho de sol.

O Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) realizou entre janeiro a abril, o atendimento individual domiciliar ou nos consultórios das Estratégias de Saúde da Família (ESF) com profissionais composto por fisioterapeuta, psicóloga, assistente social e fonoaudióloga. As ações incluem reuniões nas unidades sobre Planejamento Familiar, Tabagismo, Hipertensão, Diabetes e trabalho social com as crianças no Reassentamento Novo Porto João André.

Na Fonoaudiologia, foram registrados 146 atendimentos individuais, 40 testes da lingüinha, 15 testes da orelhinha e cinco visitas domiciliares. Na Psicologia, foram sete atendimentos domiciliares, 178 atendimentos individuais e uma atividade coletiva.

No Serviço Social, a Saúde registrou 133 atendimentos, entre eles, palestras, planejamento familiar, orientação social, avaliação social de benefício para servidor, visita domiciliar, articulação para intervenção psiquiátrica, internações efetivadas, atendimento hospitalar e de Infecções Sexualmente Transmissíveis.

A Clínica de Fisioterapia registrou 915 atendimentos e no Programa Academia da Saúde foram 411 de janeiro a abril de 2018. Na Assistência Farmacêutica, foram 6.622 pacientes atendidos de segunda a sexta-feira e 438.981 medicamentos dispensados. A Saúde oferece 124 itens pactuados, 216 não pactuados (adquiridos com recursos próprios) e 48 medicamentos de alto custo.

O Laboratório Municipal realizou nos quatro primeiros meses deste ano 7.899 realizações de  40 tipos de exames. Já o Sistema de Regulação realizou 652 consultas especializadas, 115 exames especializados, duas internações e consultas em Paranaíba e 182 viagens para referências (Três Lagoas e Campo Grande). Já para fora do Estado e de referências, foram dez para Presidente Prudente (SP), uma para Nova Andradina, três para Dourados (MS), uma viagem a Paranaíba (MS) e cinco para São Paulo (SP).

Já o Conselho Municipal de Saúde realizou duas reuniões (março e abril) e registro de três resoluções, além de participação de reuniões e oficinas de capacitação.

A Vigilância Sanitária realizou 81 inspeções sanitárias, o Controle de Endemias visitou 10.314 imóveis para averiguação com foco do mosquito da Dengue. A Vigilância Ambiental encaminhou 40 amostras de água para o Laboratório Central, em Campo Grande (MS).

O Centro de Controle de Zoonoses realizou 12 recolhimentos de animais para eutanásia e 23 atividades educativas. A Vigilância Epidemiológica registrou 187 testes rápidos de HIV e 159 de Sífilis, além da distribuição de três mil preservativos masculinos e mil femininos. Outra atividade realizada pela equipe é a cobertura vacinal de rotina e de campanhas específicas.

Em relação aos indicadores do Controle de Natalidade do SUS e saúde complementar, foram sete partos normais, 43 cesarianas e 12 gravidezes na adolescência (entre 12 a 19 anos) e somente um registro de óbito de recém nascido com causa básica definida.

Sobre os recursos de aplicação, Adeliza informou que foram aplicados 16,46% (acima do determinado que é de 15%) para a Saúde do Município. Outras contas bancárias vinculadas ao Estado e União para determinadas ações realizadas pela secretaria também foram divulgadas.

Por fim, Adeliza agradeceu a presença de todos os presentes e apresentou nos slides as fotos das equipes de Saúde do município.  



Fonte: Comunicação Brasilândia
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
16min31max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
19min31max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
16min28max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
17min31max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.