+55 (67) 3546.2571
domingo, 08 de dezembro de 2019
bataguassu
santa rita02
terça, 16 de julho de 2019 - 14:25

Trabalhador foge de acampamento e denuncia escravidão em carvoaria

Acampamento não tinha água encanada, energia elétrica e banheiros; comida era racionada

Homem de 50 anos fugiu de um acampamento, andou mais de 14 quilômetros a pé e procurou a polícia na tarde de ontem (15) para denunciar trabalho análogo a de escravidão em uma carvoaria em Bela Vista, cidade distante a 322 quilômetros de Campo Grande. Além de não receber salário, ele e outros funcionários recebiam água suja para o preparo das refeições e a comida era racionada.

 

Conforme informações do boletim de ocorrência, o homem contou à polícia que foi contratado para prestar serviço de operador de motosserra em uma carvoaria localizada na Fazenda Roseira, distante a 35 quilômetros da cidade.

Ele foi levado para um acampamento com barracos de taboa, sem água encanada e energia elétrica. Ainda segundo o trabalhador, a água que eles recebiam para higiene pessoal e preparo de alimentos era escura, barrenta e colhida por um caminhão pipa de um córrego na região. No local também não há banheiros.

Segundo a vítima, o dono da carvoaria fazia compras de alimentos, mas a carne era racionada. O homem também relatou que cumpriu durante vários dias jornada de trabalho acima de oito horas diárias e, desde que foi contratado, não recebe salário.

Ainda segundo a ocorrência, o patrão não aparece no acampamento há 15 dias e ele e os demais funcionários estavam isolados. Na tarde de ontem, ele deixou o acampamento, andou 14 quilômetros a pé por uma estrada de chão até conseguir pedir carona na rodovia.

Campo Grande News não conseguiu o contato da fazenda.O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Bela Vista. 



Fonte: Campo Grande News
Veja Também
Comentários
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense