+55 (67) 3546.2571
segunda, 25 de maio de 2020
bataguassu
tres lagoas
segunda, 6 de abril de 2020 - 09:45

Vacinação contra gripe nas unidades de saúde deve voltar nesta segunda-feira em Campo Grande

Capital recebeu 25,8 mil doses e nas farmácias imunização volta na terça-feira

Das 76,8 mil doses de vacina contra gripe que chegaram ao Estado na última sexta-feira (3), segundo a SES-MS (Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul), Campo Grande ficou com 25,8 mil doses e deve retomar a vacinação nas unidades de saúde na tarde desta segunda-feira (6).

De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), durante a manhã destas segunda-feira, as doses estão sendo repostas e a previsão é de que a tarde a campanha retorne nas unidades de saúde, já nas farmácias a vacinação volta somente nesta terça-feira (7).

A campanha, que foi antecipada em função da pandemia do novo coronavírus, teve início no último dia 23 de março. A SES distribuiu as doses aos 79 municípios de MS seguindo um cronograma – o terceiro teve início na segunda-feira (30) e se encerra nesta sexta. A primeira fase da campanha vai até o dia 15 de abril e estão sendo imunizados apenas idosos e profissionais de saúde.

A recomendação da Sesau, para evitar aglomerações, é que o usuário ligue antes na unidade mais próxima e verificar se tem doses da vacina. O mesmo vale para as farmácias. Confira aqui os locais de vacinação.

Doses

Conforme a SES-MS, na primeira remessa (17 a 20 de março), Campo Grande recebeu 25 mil doses, que se esgotaram rapidamente. Na sequência, foram 19.910 doses (de 24 a 27 de março). Entre 30 de março e hoje, foram 35.960 doses. A próxima remessa (6 a 10 de abril) será de 25.800 – o que totalizará 80.870 doses para a etapa atual na Capital. Até o fim da campanha, serão 252.612 doses para o município.

Demais etapas

A partir do dia 16 de abril, a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe incluirá caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, além de profissionais do sistema prisional, detentos e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos, que estejam detidos e sob medidas socioeducativas.

Também estão contemplados profissionais de forças de segurança e salvamento e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Já a terceira etapa, que tem início apenas em 9 de maio, vai atender professores de escolas públicas e privadas, além de gestantes, mães em fase de pós-parto, pessoas com deficiência, adultos de 55 a 59 anos, crianças de seis meses a menores de seis anos e povos indígenas.

 



Fonte: Midiamax
Veja Também
Comentários
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense