+55 (67) 3546.2571
terça, 15 de junho de 2021
quinta, 1 de novembro de 2012 - 09:35

Aliados de Bernal não querem mais o congelamento do IPTU na Capital

Os vereadores da base aliada do prefeito eleito Alcides Bernal (PP) esqueceram a proposta de campanha e não defendem mais com ênfase o congelamento do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano). A proposta está criando embaraços na Câmara Municipal de Campo Grande. Nem Bernal deseja pedir ao prefeito Nelsinho Trad (PMDB) o envio ao Legislativo de projeto de lei sem reajuste do imposto a partir de 2013, quando inicia o seu mandato. Ele lavou as mãos, alegando ainda não ser o prefeito da Capital. Deixou a responsabilidade para Nelsinho.

A proposta de congelamento foi amplamente debatida no primeiro turno pelo candidato a prefeito Reinaldo Azambuja (PSDB) e incorporada no segundo turno por Bernal. Uma das primeiras medidas do prefeito eleito, defendida na campanha eleitoral, era justamente acabar com o reajuste do imposto para “fazer justiça tributária”.

Nelsinho disse ontem estar preparando o projeto com a correção do IPTU em cima do IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial), que deve ser a média de 5%. O prefeito justificou a medida de repor apenas o índice da inflação para não violar a Lei de Responsabilidade Fiscal. Mas caberá, no entanto, aos vereadores decidirem pela aprovação ou pelo congelamento do tributo.

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
15min29max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
15min28max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
11min27max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
16min29max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.