+55 (67) 3546.2571
terça, 15 de junho de 2021
quarta, 31 de outubro de 2012 - 17:55

CAE convida notáveis para discutir pacto federativo

Em sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira, 31 de outubro, a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou requerimento convidando os integrantes da Comissão de Notáveis para discutir o pacto federativo. A comissão, criada pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB/AP), é integrada por 14 parlamentares considerados especialistas em questões relacionadas ao sistema federativo.

“Estamos marcando uma audiência pública, possivelmente já na semana que vem, para discutir o relatório feito pelos Notáveis sobre o assunto. Vamos ajustar a agenda da CAE com a dos membros da comissão para não perdermos tempo e darmos as respostas que o Brasil precisa”, afirmou o senador Delcídio do Amaral (PT/MS) , que preside a Comissão de Assuntos Econômicos e defende celeridade na análise das questões relacionadas ao pacto federativo.

Logo após a sessão da CAE , Delcídio foi para o Ministério da Fazenda, onde se reuniu com o secretário executivo, Nelson Barbosa.

“Tratamos de temas cruciais para Mato Grosso do Sul e a maioria dos estados brasileiros, entre eles a manutenção dos incentivos fiscais para a atração de investimentos aos estados do Centro-Oeste, do Norte e do Nordeste. Precisamos buscar uma solução definitivamente ainda esse ano e essa solução, passa necessariamente, pela Comissão de Assuntos Econômicos. Temos também que apresentar uma nova proposta para a divisão do Fundo de Participação dos Estados(FPE), que passará a vigorar em 1º de janeiro. Terceiro ponto : a questão das dívidas dos estados. Discutimos não só o indexador, mas também a necessidade de se reduzir o percentual de comprometimento da receita para pagamento da dívida de 15 para 9 por cento.E falamos também dos royalties do petróleo. Estamos na iminência de votar na Câmara dos Deputados o relatório do deputado Carlos Zarattini(PT/SP), que é prejudicial a Mato Grosso do Sul porque reduz a participação do nosso estado nos royalties do pré-sal. Mostrei ao secretário Barbosa que não existe nenhuma concordância nossa e dos demais estados com o relatório de Zarattini que a Câmara deve votar nos próximos dias “, revelou o senador.

De acordo com Delcídio, a reunião no ministério foi bastante produtiva.

“Entendi claramente que a presidenta Dilma e o Ministério da Fazenda priorizarão três temas.– a questão dos incentivos, o FPE e a renegociação das dividas dos estados - para que venhamos a concluir essas demandas até o final de 2012 . Já a questão dos royalties vai depender de tramitação do projeto na Câmara dos Deputados, porque o relatório de Zarattini ainda não foi votado. Independente disso, estamos atentos e faremos tudo para que Mato Grosso do Sul e os demais estados não sejam prejudicados.

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
15min29max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
15min28max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
11min27max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
16min29max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.