+55 (67) 3546.2571
terça, 13 de abril de 2021
quarta, 31 de outubro de 2012 - 10:35

Disputa pela presidência da Assomasul pode rachar base aliada de Puccinelli

A disputa pela presidência da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul) pode rachar a base aliada do governador André Puccinelli (PMDB). Até agora, pelo menos seis prefeitos eleitos por partidos aliados manifestaram interesse em concorrer ao cargo, que pode se tornar uma força política na sucessão estadual, em 2014.

Com o apoio da cúpula do governo, o prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa (PR), por enquanto, é um dos nomes mais fortes para se consolidar na disputa.

Nos bastidores, a informação é de que ele conta com o apoio de Puccinelli, do senador Waldemir Moka (PMDB), do secretário de Habitação e Cidades Carlos Marun (PMDB) e dos deputados estaduais Júnior Mochi (PMDB), Eduardo Rocha (PMDB), Mara Caseiro (PTdoB) e de Márcio Fernandes (PTdoB).

Sem rodeios, Mochi confirmou seu apoio a Waldeli, que já disputou uma vez a presidência da Assomasul. Mara, por sua vez, admitiu que ele é um bom nome, mas frisou precisar de mais tempo para discutir quem irá ajudar.

Segundo a deputada, também pediram seu apoio os prefeitos eleitos de Paranhos e de Amambai, respectivamente, Julio de Souza (PDT) e Sérgio Barbosa (PMDB).

Também corre por fora o prefeito eleito de Nova Andradina, Roberto Hashioka (PMDB). Ele, inclusive, participou, no último sábado (27), de reunião em Dourados ao lado de outros 27 novos prefeitos da região do Conesul.

No encontro, prefeitos como Murilo Zauith (PSB) teriam defendido a candidatura de um representante da região para entrar na disputa e tentar evitar a vitória de um candidato da região norte, como planeja a cúpula governista.

Depois da cisão da aliança de PSDB e PMDB em Campo Grande, o prefeito de Anastácio, Douglas Figueiredo (PDT), é visto por alguns como um possível representante da oposição na briga pela presidência da Assomasul.

Alvo de vários ataques na campanha eleitoral, o prefeito eleito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), adiantou que, no caso de confirmado o confronto entre Douglas e Waldeli, ele apoiará o tucano. “Por uma questão de coerência”, comentou, fazendo menção ao apoio do PSDB conquistado no segundo turno da eleição.

Além de Bernal, o deputado Felipe Orro (PDT) se comprometeu a apoiar o prefeito de Anastácio. Também pelo PSDB, é contada a candidatura do prefeito eleito de Sidrolândia, Enelvo Felini, segundo informou o deputado Márcio Monteiro (PSDB). Apesar de ter rompido com o PMDB na Capital, o PSDB ainda faz parte da base aliada do governador na Assembleia Legislativa.

A escolha do novo presidente da Assomasul ocorrerá em fevereiro. O apoio do vencedor deverá ser alvo de disputa de candidatos a senador, deputado federal, estadual e dos próprios candidatos ao governo nas eleições de 2014.

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
23min32max
AnaurilândiaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
21min33max
Campo GrandeSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
22min32max
DouradosSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
24min32max
Três LagoasSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.