+55 (67) 3546.2571
terça, 13 de abril de 2021
sexta, 9 de novembro de 2012 - 09:00

Jocelito Krug aconselha cautela aos prefeitos eleitos

O presidente da Assomasul, Jocelito Krug (PMDB), abriu nesta quinta-feira (8) o seminário sobre “transição de mandato” aconselhando os prefeitos eleitos a terem cautela e paciência no primeiro ano de administração assim que assumir os cargos em janeiro.

O seminário foi destinado também aos atuais prefeitos e vices, vereadores em exercício e eleitos, além de secretários, procuradores, assessores jurídicos e membros do controle interno.

Krug advertiu aos futuros prefeitos para que deixem de lado a euforia e a empolgação, sobretudo, esqueçam o clima de campanha, principalmente aqueles que têm ameaçado seus adversários políticos derrotados nas últimas eleições, alegando a necessidade de se fazer uma auditoria na prefeitura assim que assumir.

“A campanha eleitoral já passou, agora o momento é de responsabilidade, é bom deixar a ideia de fazer auditoria, se for o caso, a partir de janeiro. Acho que se vocês tiverem respeito agora, com certeza, serão respeitados daqui a quatro anos quando deixarem os cargos”, sugeriu.

Na iminência de cumprir seu segundo mandato consecutivo como prefeito da cidade de Chapadão do Sul, Krug alertou que geralmente é preciso um ano inteiro para que os novos gestores possam conhecer os macetes de uma administração.

“São muitos funcionários que vocês precisam conhecer, qual a função de cada um, são muitas leis que devem ser cumpridas, então, tenham paciência porque o primeiro ano é de muito trabalho e planejamento”, acrescentou.

A Assomasul, segundo ele, distribuirá aos futuros gestores públicos, “o guia da administração pública municipal relativo às providências para o último ano de mandato”.

O presidente da Assomasul aproveitou a oportunidade para fazer uma síntese da situação das prefeituras nesse momento de fechamento de contas, lembrando que atualmente os atuais prefeitos estão se mobilizando a fim de conseguir dinheiro extra do governo federal devido a queda da receita do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

Por conta disso, 68 prefeituras fecharam as portas na quarta-feira (7) em sinal de protesto contra as medidas econômicas do governo federal que isentou a indústria automobilística do pagamento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e acabou reduzindo os repasses do FPM.

Krug reforçou em seu discurso lembrando que a Assomasul participará de nova mobilização em Brasília na próxima terça-feira (13), quando os prefeitos vão cobrar do governo federal uma compensação financeira pelas perdas das transferências constitucionais registradas de junho até agora.

POCONÉ

O presidente da Assomasul convidou a todos a participar do seminário ‘Novos Gestores’ que ocorrerá nos dias 4 e 5 na cidade de Poconé (MT), envolvendo prefeitos eleitos de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia, cujo evento é organizado pela CNM (Confederação Nacional de Municípios).

Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
23min32max
AnaurilândiaSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
21min33max
Campo GrandeSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
22min32max
DouradosSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
24min32max
Três LagoasSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.