+55 (67) 3546.2571
quarta, 20 de outubro de 2021
sexta, 21 de fevereiro de 2014 - 17:20

No primeiro ano de Bernal, receita líquida de Campo Grande cresce apenas 3,16%

O primeiro ano do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), foi marcado por crescimento de 3,16% da receita líquida do município, totalizando R$ 2.510.046.953,04, segundo a prestação de contas do secretário de Finanças, Wanderlei Bem Hur. Nos anos anteriores o índice crescimento variava de 13 a 15%.

Segundo o secretário, a justificativa para o crescimento bem abaixo em relação aos anos anteriores foi a redução do repasse do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviço (ICMS) e impactou a economia do município.

“É conseqüência de vários fatores, mas o mais determinante é a diminuição nas transferências do ICMS. Campo Grande teve uma perda significativa. Esse não é o único motivo, mas é o principal”, afirmou o secretário.

Bem Hur atribuiu o decréscimo à criação do 79º município de Mato Grosso do Sul, Paraíso das Águas. Para o secretário, além de diminuir o repasse do ICMS, o montante ainda teve de ser mais dividido.

“Nossa maior fonte de receita são essas transferências de ICMS. Essa redução se deve também pela criação de mais um município, o que divide ainda mais o recurso do ICMS que é único, para dividir com todos os 79 municípios do Estado”, finalizou.
Veja Também
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
17min27max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
15min29max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
17min30max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
18min27max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.