+55 (67) 3546.2571
quarta, 01 de dezembro de 2021
terça, 6 de novembro de 2012 - 15:33

Médicos fazem campanha de prevenção ao câncer de boca em MS

Começou nesta terça-feira (6), em Campo Grande, a Semana Estadual de Prevenção ao Câncer de Boca, doença que mata cerca de 6 mil pessoas por ano no Brasil e é o 7º tipo de câncer mais comum no país. Para aproveitar a mobilização, profissionais de saúde vão realizar até sexta-feira (9) uma campanha para conscientizar sobre a prevenção e o tratamento da doença. Serão feitas orientação e distribuição de panfletos no centro da cidade.

A reportagem do Bom Dia MS mostrou os cuidados de prevenção e o autoexame como principal forma de diagnóstico, já que o câncer de boca demora a ser descoberto porque surge de forma discreta e não causa dor. Ele é mais frequente na parte inferior dos lábios, no assoalho (embaixo da língua) e nas laterais da língua.

A estimativa do Instituto Nacional do Câncer é de que até o fim de 2012, 14 mil pessoas sejam diagnosticadas com a doença no Brasil. O diagnóstico tardio aumenta as chances do câncer de boca evoluir rapidamente, e pode levar a tratamentos mais agressivos, deixar sequelas e até matar.

O trabalhador rural José Zeferino da Silva foi fumante por 20 anos e mudou os hábitos de vida depois de ser diagnosticado com câncer de boca. Ele passou por cinco anos de tratamento, e hoje está curado. "Foi um susto. Hoje estou curado, mas a gente continua fazendo a manutenção", afirmou Zeferino.

O cirurgião dentista Paulo de Tarso Coelho Jardim explica que a principal causa do câncer de boca é o cigarro, mas que outros fatores como álcool e falta de higiene bucal também podem causar a doença. "Além do hábito do fumo, na combinação de fumo e álcool os dois se potencializam e fazem com que o câncer surja com mais frequência e que piore no seu desenvolvimento", afirmou Coelho.

O dentista ressalta a exposição a radiação ultravioleta, má nutrição, falta de higiene, falta de cuidados bucal e predisposição genética como fatores preocupantes, além do hábito do chimarrão. "As pessoas têm o hábito de tomar praticamente fervendo. Nós inclusive temos diagnosticado casos de pessoas que nunca fumaram e nunca se expuseram a outros fatores, mas desenvolveram o câncer de boca exclusivamente relacionado ao hábito do chimarrão", alertou .

Coelho explicou que o autoexame é a melhor forma de prevenção e que para isso, pe necessário atenção e boa iluminação. "É simples de ser feito e pode ser durante a escovação bucal. Se aparecer alguma ferida estranha e esta feriada não sumir em uma semana a 10 dias, é hora de procurar um profissional", recomendou o dentista.

Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
20min35max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
19min32max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
19min34max
DouradosDia de sol, com nevoeiro ao amanhecer. As nuvens aumentam no decorrer da tarde.
21min35max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.