+55 (67) 3546.2571
terça, 15 de junho de 2021
agua clara
sábado, 3 de novembro de 2012 - 11:27

Adolescente é baleado na cabeça após troca de tiros com a PM

Um adolescente de 17 anos foi baleado na cabeça após troca de tiros com policiais militares, em Campo Grande. Ele e comparsas estavam em uma caminhonete furtada horas antes no Jardim São Bento.

O menino foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado à Santa Casa. O resto da quadrilha foi preso e levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Furto – Por volta das 22h de ontem, o dono da caminhonete Hillux chegou em casa na rua Rodolfo José Pinho. Como ele teria que comprar remédios para a esposa, deixou o veículo em frente à residência. Aproximadamente uma hora depois, ao sair para ir à farmácia percebeu que a Hillux havia sido furtada.

A esposa dele conversou com o Campo Grande News e pediu para não ser identificada. Ela relatou que logo que percebeu o crime ligou para a Polícia Militar e foi à delegacia registrar boletim de ocorrência. Na casa há câmeras de segurança, mas elas estavam desligadas.

Perseguição – Por volta das 00h30 policiais militares do 9º Batalhão do Nova Lima encontraram a caminhonete no bairro José Tavares. Eles iniciaram perseguição.

De acordo com os policiais, os ocupantes do veículo passaram a atirar contra a viatura. Após trocar tiros, eles conseguiram abordar o veículo quando estavam na rua João de Paulo Ribeiro, no bairro Campo Novo. 

Os policiais perceberam que o adolescente havia sido atingido por um disparo e chamaram o Corpo de Bombeiros. Com ele estavam dois revolveres calibre 38. Uma arma estava com as seis municções intactas e a outra estava com três intactas e três deflagradas. Os comparsas disseram saber apenas que o menino é conhecido como “bebê”.

Foram presos: João Alessandro Rodrigues Pereira, de 23 anos, Jhenison da Silva Maciel, 20 anos, e Adélia Aparecida Alves, de 34 anos. Todos têm passagem pela Polícia.

João estava foragido do sistema prisional onde cumpria pena por homicídio e assumiu que um revolver era dele. Jhenison tem passagens por homicídio, formação de quadrilha, porte ilegal de arma e furto. Adélia tem passagem por ameaça.

À Polícia Jhenison disse que o adolescente pagou R$ 200 para outra pessoa, que ainda não foi identificada, furtar a caminhonete. De acordo com ele, a quadrilha buscou o veículo no bairro Tarsila do Amaral e iriam guardar para vender depois.
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
15min29max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
15min28max
Campo GrandeSol com algumas nuvens. Não chove.
11min27max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
16min29max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.