+55 (67) 3546.2571
sexta, 03 de dezembro de 2021
agua clara
sexta, 9 de novembro de 2012 - 17:37

PM mata adolescente de 16 anos durante perseguição e troca de tiros

brasilandia
Adolescente de 16 anos foi morto pela PM (Polícia Militar), após cometer um roubo e trocar tiros com policiais durante fuga em Varzea Grande (MT).

Matheus Marques Pereira, de 16 anos, e um segundo bandido ainda não indentificado pela Polícia, roubaram uma camionete Strada no bairro Construmat, no final da tarde desta quarta-feira (07).

Em fuga, os bandidos passaram a ser seguidos pela polícia Militar e atravessaram a Ponte Sérgio Motta e seguiram em direção ao bairro Grande Terceiro, já na Capital.

Acuados, os bandidos passaram a trocar tiros com a Polícia Militar, mas um conseguiu escapar do cerco policial abrindo caminho à bala.

Matheus, no entanto, não conseguiu ir muito longe e acabou sendo baleado pelo menos três vezes, morrendo no local do tiroteio. O corpo do garoto foi liberado por investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP).

A Polícia Militar está sendo acusada de matar um garoto de 16 anos com um tiro pelas costas. A versão da PM, no entanto, é bastante diferente. A vítima estaria armada com um revólver calibre 38 e teria disparado dois tiros contra a guarnição. A Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), apura o caso.

O garoto Fabrício Farias, de 16 anos, foi morto na noite desta sexta-feira (02) numa estrada de acesso a comunidade do Aricá, no final do bairro Nova Esperança, entre a periferia e a zona rural de Cuiabá.

A vítima, segundo a Polícia Militar, estaria em companhia de mais dois amigos. Fabrício estaria armado com um revólver, e o outro rapaz preso para averiguações, estaria armado com uma espingarda. O terceiro rapz teria fugido entrando em uma matal.

Uma guarnição teria recebido uma denúncia de que os três estariam se preparando para realizar um assalto na região. Na abordagem aos três, Fabrício teria disparado dois tiros contra a guarnição, mas acabou morrendo ao ser atingido com um tiro pelas costas.

Para a família de Fabrício, no entanto, as armas, principalmente o revólver foram plantados pela Polícia Militar para justificar o disparo pelas costas. O rapaz detido – nome não revelado -, disse que ele e Fabrício estavam apenas andando pela estrada, e que desconhecia a suposta terceira pessoa na cena do crime.

“Nunca. Meu sobrinho não era bandido e muito menos possuía uma arma, quando mais ter atirado contra a Polícia Militar. Eles estão mentindo. As armas foram plantadas., mas nós vamos lutar por justiça”, desabafou Valdivino Alves de Jesus, tio de Fabrício.

Revoltado com a morte do parente, Valdivino foi mais contundente. “Vamos na Corregeria Geral da Polícia Militar exigir que a morte do meu sobrinho seja apurada com rigor. Também vamos na Delegacia Homicídio pedir providência para que as investigações apurem o caso com rigor, mas um inocente foi morte de maneira covarde”, concluiu.

APURAÇÃO

A Corregedoria Geral da Polícia Militar confirmou na manhá desta quinta-feira (08), que já abriu Inquério Polçicial Militar para apurar as denúncias de que a vítima era inocentes e foi morta com tiros pelas costas.
Comentários
Imagem da semanaSinted pede aulas remotas e vacinação dos profissionais da educaçãoTodas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense
21min35max
AnaurilândiaSol com algumas nuvens. Não chove.
20min32max
Campo GrandeSol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
21min36max
DouradosSol com algumas nuvens. Não chove.
22min35max
Três LagoasSol com algumas nuvens. Não chove.