(67) 99869-0605
segunda, 04 de dezembro de 2023
terça, 19 de maio de 2015 - 11:30

Quadrilha faz sequestro relâmpago para levar caminhonete para o Paraguai

Dois rapazes de 20 e 24 anos, que tiveram os nomes preservados, foram vítimas de um sequestro relâmpago na madrugada desta terça-feira (19). A quadrilha estava interessa no veículo em que eles estavam, sendo uma caminhonete Mitsubishi Triton, prata, com placas de Campo Grande (MS). No início da madrugada de hoje, uma das vítimas foi até a casa do colega, que dirigia o veículo, quando encontrou com o colega, porém eles foram abordados por seis ladrões armados que anunciaram o roubo. O fato ocorreu na Rua Bauxi, no Parque Residencial Azaléia, próximo da Avenida Júlio de Castilho, na região oeste de Campo Grande. SAIBA MAIS Carro roubado é abandonado em bairro de Campo Grande Jovens roubam motocicleta, adulteram placa e tios são indiciados pelo crime Motocicleta é apreendida após briga entre marido e mulher em Campo Grande Pelo menos quatros dos criminosos entraram na caminhonete e amarraram às vítimas, os demais entraram em um Fiat Uno, que serviu de batedor. Eles seguiram para a cidade de Ponta Porã, cidade a 346 quilômetros ao sul de Campo Grande. Pelo caminho, eles estavam em contato direto por telefone com o outro veículo que funcionava como ‘batedor’. No meio do caminho, na cidade de Itaporã, a 225 quilômetros ao sul de Campo Grande, os criminosos pararam o veículo no acostamento e deixaram as vítimas em uma área de mata. Os reféns conseguiram se soltar e pediram socorro pelo local. A polícia foi avisada e as famílias das vítimas que procuraram a Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) para a fazer o registro do crime. Por conta de um localizador que há na caminhonete, o veículo foi abordado em um posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal) próximo a fronteira com o Paraguai. Os suspeitos foram detidos. Os nomes deles ainda não foram divulgados. O flagrante ocorreu cinco horas após o crime. As vítimas e a caminhonete estão a caminho de Campo Grande. Não foi informado se o veículo dos ‘batedores’ também foi abordado. O caso foi registrado como roubo pelo concurso de pessoas, majorado pela restrição de liberdade da vítima e emprego de arma de fogo.
Veja Também
Comentários