(67) 99869-0605
sábado, 13 de julho de 2024
Acidente | sábado, 30 de janeiro de 2016 - 10:50

Durante treinamento, cavalo cai sobre adestrador, que não resiste e morre

José Alves da Silva, de 40 anos, era conhecido como Betinho. Vítima chegou a ser socorrida, mas tentativa de reanimação não teve êxito

O adestrador de cavalos José Alves da Silva, de 40 anos, mais conhecido como Betinho, morreu nesta quinta-feira (28), em um sítio de Taciba. Segundo informações do sobrinho da vítima, o também adestrador de equinos Matheus Alves de Oliveira, de 19 anos, Betinho estava treinando um animal para uma prova de laço.

O rapaz relatou ainda que Betinho estava com um grupo de cinco amigos no sítio. "Ele estava treinando o cavalo, como sempre fez. Foi quando o animal repuxou e caiu por cima dele. Ele ainda chegou a se levantar e comentar como o cavalo estava arisco, mas, logo em seguida, desmaiou", afirmou o sobrinho.

Após o acidente, o adestrador foi levado para a Unidade Básica de Saúde (UBS) do município. Conforme a enfermeira Edmila Carbonari Batista, ele já chegou ao local em parada cardiorrespiratória.

Adestradir morreu nesta quinta-feira (28) (Foto: Maryana Pereira/Cedida)Adestradir morreu nesta quinta-feira (28)
(Foto: Maryana Pereira/Cedida)

"Assim que o trouxeram aqui, eu reparei que o abdômen dele estava roxo e com inchaço, mas não tinha nenhuma lesão externa. Acredito que era uma hemorragia interna. Depois disso, eu fiz o acompanhamento na ambulância até Presidente Prudente", explicou Edmila.

Ainda de acordo com a enfermeira, durante todo o percurso até o Hospital Regional (HR) de Presidente Prudente, foi feita a tentativa de reanimação. O HR confirmou a morte do paciente, registrada às 20h30 desta quinta-feira (28).

A estudante Maryana Pereira da Costa, de 14 anos, sobrinha de Betinho, contou que seu tio nasceu e sempre morou em Taciba. "Ele era casado e tinha um filho de 10 anos de um relacionamento anterior. Ele também sempre trabalhou como adestrador de cavalos", disse.

Além disso, a adolescente relatou que seu tio era uma pessoa muito trabalhadora. "Ele trabalhava de segunda a segunda. Era o que ele fazia. É difícil falar nessas horas", lamentou a garota ao G1.

O corpo de Betinho está sendo velado em Taciba, no Velório Municipal, e o sepultamento está marcado para as 17h desta sexta-feira (29), também no município.



Fonte: msnoticias
Comentários