(67) 99869-0605
sexta, 21 de junho de 2024
Aplicativo
Aplicativo
Cotidiano | quarta, 3 de fevereiro de 2016 - 10:10

Com greve em aeroportos, Capital registra um cancelamento e dois atrasos

Paralisação ocorreu em 12 Capitais do país
MS ATIVO

Dos 10 voos domésticos previstos entre chegadas e partidas no Aeroporto Internacional de Campo Grande, na manhã desta quarta-feira (3), foram registrados dois atrasos e um cancelamento. Nos 12 aeroportos do país, onde houve a paralisação dos aeronautas e aeroviários foram registrados mais de 475 atrasos e cancelamentos. 

Questionada sobre a situação dos voos, a assessoria de comunicação da  Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) não soube informar se os atrasos e o cancelamento, do voo que partiria de Maringá com destino a Campo Grande, estão relacionados à greve.

A paralisação foi realizada nos aeroportos de Congonhas e Cumbica, ambos em São Paulo, Galeão e Santos Domont, no Rio de Janeiro, Viracopos em Campinas, além de, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, Recife e Salvador. 

Registros da Infraero, que não contabilizam os aeroportos de Guarulhos (SP), Belo Horizonte (MG) e São Gonçalo do Amarante (RN), mostram que 405 voos domésticos registraram atrasos entre a meia-noite e às 8 horas desta quarta-feira, considerando o horário de Brasília. Outros 70 voos foram cancelados. 

Entre os voos internacionais, foram registrados 14 atrasos, no entanto, não houve cancelamentos. As principais empresas aéreas disseram, em nota, que as taxas de remarcação serão liberadas. As companhias aéreas, GOL e TAM, por exemplo, informaram ainda que além de liberar as taxas, farão o reembolso integral dos dos bilhetes marcados para voar entre às 6 e 8 horas de hoje, horário em que houve a paralisação. 

Avianca Brasil informou que clientes com reservas em voos programados na quarta-feira poderão remarcar suas viagens com isenção de taxas, mediante disponibilidade de assentos.

Paralisação -

Nessa terça-feira (2), a assessoria de comunicação da Fentac (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil) adiantou à equipe de reportagem do Jornal Midiamax, que a paralisação possivelmente afetaria a situação dos voos na Capital, considerando que poderiam haver voos com origem nesses aeroportos.

A paralisação dos pilotos de avião, comissários e agentes em terra foi realizada das 6 às 8 horas, de acordo com horário de Brasília. As categorias pedem 11% de reajuste, o que representa a reposição da inflação no período de 1º de dezembro de 2014 a 1º de dezembro de 2015. 

Dados da Fentac mostram que atualmente o salário dos aeroviários varia entre R$ 1.053,00 a R$ 1.680,00. Já o aeronautas recebem o mínimo de R$ 1.742,00 e o máximo de R$ 10 mil.  



Fonte: midiamax
Comentários
MS ATIVO
Imagem da semanaMunicípios de MS se destacam na promoção de novos negócios, geração de renda e educação empreendedorDe acordo com dados do Sebrae MS, 29 mil estudantes foram contemplados com soluções em educação empreendedora em 2023.Todas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense

Tempo Agora

21 Jun, 04:11
Campo Grande22ºC