(67) 99869-0605
sexta, 21 de junho de 2024
Aplicativo
Dengue
cotidiano | sexta, 5 de fevereiro de 2016 - 09:20

HU confirma síndrome de Guillain-Barré em paciente, mas nega relação com Zika

Mulher foi transferida de Paranaíba para a Capital
MS ATIVO

O Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian confirmou quea paciente Janecler Nunes da Silva, 33 anos, está com a síndrome de Guillain-Barré, porém, a equipe de neurologistas e infectologistas descartou a relação com o vírus Zika. 

De acordo com a médica Cláudia Lang, responsável pela gerencia de atenção à saúde do hospital, Janecler está na área vermelha, o estado de saúde é considerado complexo pelos médicos e permanece no respirando por aparelhos. Não há previsão de alta médica e a paciente vai continuar o tratamento no hospital, que é referência para este tipo de doença. 

A mulher estava internada na Santa Casa de Paranaíba, distante 407 quilômetros da Capital e foi transferida devido à gravidade. Conforme a médica, a além do vírus da Zika, a síndrome pode ser causada por viroses ou pode ser auto imune, e, geralmente afeta adultos jovens.

Ainda conforme a médica, entre os sintomas da síndrome, estão a fraqueza e paralisia muscular, a pessoa não consegue contrair os músculos. Os sintomas começam pelas pernas e 'sobem' pelo corpo. O maior perigo, é chegar ao músculo respiratório, quando a pessoa precisa ser colocada em um aparelho de respiração. 

Mesmo que desta vez os médicos tenham descartado a relação com o vírus Zika, para Cláudia, “é só uma questão de tempo para chegar ao Estado, por isso, a população tem que se conscientizar com relação ao mosquito”, diz. No Rio de Janeiro, dois dos seis pacientes internados no Hospital Universitário Antônio Pedro, da Universidade Federal Fluminense (UFF) estão em estado grave. Não há um padrão para a doença. Alguns pacientes se recuperam totalmente, outros ficam com sequelas e  outros, acabam evoluindo para a morte.

Além de Janecler, outra paciente foi transferida da Santa Casa para o Hospital Universitário com suspeita de síndrome de Guillain-Barré, porém foi constatada outra doença neurológica. 

Suspeita

Conforme relato de familiares, há cerca de 15 dias Janecler começou a apresentar sintomas de dengue, com febre, dores nas juntas e mal estar. Na última sexta-feira (29), após sentir dormência nas mãos, ela procurou a Santa Casa de Paranaíba onde foi medicada e liberada em seguida.

Os sintomas pioraram e ela voltou a procurar ajuda médica no sábado (30). Janecler foi medicada e recebeu alta médica. No domingo (31), os sintomas se agraram e na segunda-feira (1º), ela foi levada pelo Corpo de Bombeiros para a Santa



Fonte: midiamax
Comentários
MS ATIVO
Imagem da semanaMunicípios de MS se destacam na promoção de novos negócios, geração de renda e educação empreendedorDe acordo com dados do Sebrae MS, 29 mil estudantes foram contemplados com soluções em educação empreendedora em 2023.Todas as imagens
EnqueteQuem vai ser o Campeão da Copa do Brasil?
Resultados
42,86%
Santos
21,43%
Grêmio
21,43%
São Paulo
14,29%
Fluminense

Tempo Agora

21 Jun, 03:24
Campo Grande23ºC