(67) 99869-0605
segunda, 17 de junho de 2024
Cotidiano | terça, 2 de fevereiro de 2016 - 13:50

Para pressionar acordo, sem-terra bloquear BR-163

A rodovia está completamente interditada

Cerca de 150 famílias filiadas a FNL (Frente Nacional de Luta, Campo e Cidade) acabam de bloquear, com galhos e madeiras, o km 394 da BR-163, no município de Nova Alvorada do Sul, a 115 quilômetros de Campo Grande. A ação desta terça-feira (2) tem a intenção de pressionar o acordo sobre a reforma agrária que está sendo reivindicado por integrantes do movimento social em Brasília.

O tráfego de veículo da rodovia está totalmente bloqueado e segundo um dos integrantes do grupo, ainda não há previsão de liberação. “O que acontece aqui é para refletir lá em Brasília. Um grupo aqui do nosso estado está lá para ajudar nas negociações junto com integrantes de outros nove estados”, afirmou Valmir Moraes, uma das lideranças da ocupação na BR.

Em Campo Grande, outra parte do grupo contínua na sede do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Cerca de 100 pessoas estão no prédio deste está segunda-feira (1º) e já alegaram que não negociarão com o superintendente regional Humberto de Mello Pereira.

"Não vamos fazer acordos aqui. Esperamos que ele vá a Brasília e traga alguma resposta positiva porque a nossa pauta é nacional", explicou o coordenador estadual do movimento FNL, Edinaldo Meneses, para a equipe do Jornal Midiamax.

Além da sede em Mato Grosso do Sul, manifestantes sem-terra ocuparam o Incra em Brasília e em outros 10 Estados e também os prédios do  MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário) e Ministério das Cidades. O objetivo é pressionar os governos estaduais e federais a colocarem em prática os processos de reforma agrária.

Participam da ocupação os movimentos sociais FNL (Frente Nacional de Luta), MAC(Movimento de Agricultura Camponesa), MAF (Movimento Agricultura Familiar) e MTR (Movimento dos Trabalhadores Rurais). 



Fonte: midiamax
Comentários