(67) 99869-0605
segunda, 17 de junho de 2024
cotidiano | quarta, 3 de fevereiro de 2016 - 14:30

Reajuste: frentistas reivindicam piso salarial de R$ 1,3 mil em MS

A proposta já foi encaminhada a classe patronal

Empregados em postos de combustíveis negociam o reajuste salarial e reivindicam piso salarial de R$ 1.350, para vigorar a partir de 1° de março, que é a data base da categoria. Os frentistas já aprovaram o valor em assembléia do Sinpospetro/MS (Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo).

De acordo com o presidente do Sinpospetro/MS, Gilson da Silva Sá, a proposta já foi encaminhada para a classe patronal para negociação. “Esse piso tem como base o crescimento econômico do setor no ano passado, a inflação acumulada nos 12 meses que antecedem a data base e um ganho real correspondente a 10%”, afirma Sá.

O presidente disse ainda que os percentuais foram bem discutidos e estão alicerçados na realidade do mercado e que pode ser aprovado para vigorar em março.

Para os empregados que recebem salário superior ao piso salarial da categoria será devido o reajuste no mesmo percentual conferido ao piso dos demais funcionários. O trabalhador que exercer a função de gerente e tendo sob sua responsabilidade a empresa, anda que por períodos descontínuos, também ficará assegurado e receberão no mínimo três pisos salariais da categoria, acrescidos os adicionais.

Já para as pessoas que exercem a função de caixa, receberá no mínimo o valor correspondente a um piso e meio da categoria. Os empregados que exercem dupla função, independente do tempo de prestação de serviços, terão um adicional de 30% sobre a remuneração.



Fonte: midiamax
Comentários